Alonso mantém crença em pódios, mas só se desenvolvimento da McLaren for bom: “Próximos meses vão ser cruciais”

Ficar entre os cinco primeiros parece ser pouco para Fernando Alonso. O espanhol acredita em briga por pódio em 2018, mas destaca que isso só vai acontecer se o desenvolvimento da McLaren no primeiro semestre andar conforme planejado

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Fernando Alonso não esconde o otimismo com a fase atual da McLaren. O espanhol acredita que o quinto lugar conquistado no GP da Austrália pode virar regra no futuro. E mais do que isso: o espanhol não descarta brigar por pódios regularmente. Mas isso exige um aviso: a equipe precisa de um bom desenvolvimento do MCL33 ainda no começo de 2018.
 
“Os próximos meses vão ser cruciais para nossas aspirações no Mundial, para melhorar o carro”, avisou Alonso, questionado na entrevista coletiva da F1, nesta quinta-feira (5), no Bahrein. “Espero brigar por esse título, por esses pódios. Na Austrália, tivemos aquele top-5 por causa do abandono da Haas, mas espero transformar isso em algo normal. Que seja normal para nós brigar agora pelo top-5”, continuou.
 
A briga por pódio na F1 passa por alcançar o nível de Mercedes, Ferrari e Red Bull, equipes que monopolizam o banho de champanhe. Mas nem a ideia de alcançar esse nível ainda em 2018 parece amedrontar Alonso.
Fernando Alonso está de olho no pódio (Foto: AFP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Chegar ao pódio é uma ideia razoável”, frisou. “Na Austrália, estávamos a duas posições do pódio, chegamos bem perto. Ricciardo e Räikkönen estavam lutando e em uma corrida tudo pode acontecer. Em 2009, naqueles carros com Kers, fui ao pódio com uma Renault que estava em nono no campeonato. Tudo pode acontecer na F1, então acho possível”, encerrou, recordando o GP de Singapura de 2009.
 
O último pódio de Alonso veio no GP da Hungria de 2014, ainda na época em que defendia a Ferrari. A última vitória, por sua vez, foi no já distante GP da Espanha de 2013.
 
GRANDE PRÊMIO acompanha os treinos livres, a classificação e o GP do Bahrein AO VIVO e em TEMPO REAL.
CEDO DEMAIS?

ALONSO ENTRA NO ‘MODO EMPOLGOU’ ANTES DO TEMPO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube