Alonso minimiza jejum de vitórias na F1 e lembra: “Tem 16 pilotos que estão bem mais fodidos do que eu”

Questionado sobre quando voltará a vencer na F1, Fernando Alonso fez um ‘desabafo’ e lembrou que tem muitos outros pilotos em situações piores do que as dele

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Fernando Alonso pode até ter saudades do topo do pódio da F1, mas nem por isso deixa de ter ciência de que existem coisas piores no Mundial. O asturiano avaliou que o certame tem situações piores, já que têm alguns pilotos que jamais venceram.
 
Nesta quinta–feira (10), o piloto da McLaren foi questionado em Barcelona sobre quando voltará a vencer na F1 e não se fez de rogado na hora de responder.
Fernando Alonso lembrou que muitos pilotos de talento não conseguiram sequer um pódio na F1 (Foto: AFP)

“Não sei, mas dos 20 pilotos que têm no grid, acho que quatro já venceram, tem 16 que estão bastante mais… fodidos que eu”, disse.

 
Ao ser indagado sobre a situação de Robert Kubica, Alonso citou o polonês como exemplo para sua teoria. O reserva da Williams, porém, já subiu no topo do pódio da F1, no GP do Canadá de 2008.
 
“Kubica, [Nico] Hülkenberg, Carlos [Sainz], [Charles] Leclerc… são pilotos de um extraordinário talento e, mesmo assim, alguns não conseguiram nem um pódio na F1”, comentou. “Isso é a F1”, concluiu.

#GALERIA(8383)
 
CAMINHO PARA VIRAR LENDA

TRÍPLICE COROA É O QUE SOBROU PARA CARREIRA DE ALONSO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube