F1

Alonso mostra otimismo com McLaren na Áustria e traça objetivo para resto da temporada: pontuar em todas as corridas

Fernando Alonso até saiu da pista durante o segundo treino livre para o GP da Áustria, mas gostou do dia assim mesmo. O bicampeão considera que a pista da Áustria se encaixa bem com a equipe de Woking. Agora Alonso espera pontuar nas 12 etapas restantes em 2017

Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro

Depois de enfim sair do zero e marcar os primeiros pontos na temporada 2017 no Mundial de F1, Fernando Alonso aproveitou o primeiro dia de atividades na Áustria, nesta sexta-feira (7), para traçar um objetivo para o resto do ano: pontuar em todas as corridas daqui em diante. São 12 até o fim da temporada, dia 26 de novembro, no GP de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. 
 
Avaliando o dia, Alonso, oitavo colocado no TL2, contou que a McLaren teve alguns problemas durante os dois treinos livres do dia - e até uma viagem à grama -, mas acredita que foi um bom dia. "Hoje foi um dia mais ou menos bom. Completamos quase todo o programa. No primeiro treino livre tivemos um contratempo e perdemos um pouco de tempo; no TL2 tivemos problema com um dos freios e perdemos tempo também. Creio que temos informação útil e agora precisamos juntar tudo e ver o que dá para fazer amanhã", disse.
 
Com a pouca diferença demonstrada no TL2, Alonso está confiante. Montreal e Baku foram desfavoráveis para a McLaren, mas Alonso quer começar a sequência de corridas dentro da zona de pontuação.
 
"Tem sete ou oito pilotos com 0s3 de diferença, então amanhã veremos se estamos na frente ou atrás deles. Acredito que certamente confirmamos a tendência que imaginávamos. Na China nós abandonamos nos pontos, assim como no Bahrein; em Barcelona fomos sétimo colocados na classificação; em Mônaco as duas McLaren estavam perto do Q3, mas logo vieram Canadá e Baku, que são muito desfavoráveis com retas de 2,5 km", avaliou. 
Fernando Alonso (Foto: AFP)
"Então, voltando a um circuito normal estamos mais ou menos onde deveríamos. Um objetivo normal seria pontuar em todas as corridas que faltam", afirmou.
 
"Hoje tivemos condições difíceis, mas as sextas-feias são assim. Em Baku nós vimos uma batalha campal no TL2 mas as coisas se acalmam no domingo. Nas sextas todos buscamos os limites, mas as coisas devem voltar ao normal amanhã. Hoje choveu um pouco entre os treinos e a ameaça de chuva agora é constante, então se chover no TL3 nós vamos correr para a pista aproveitar o que der", falou. 
 
A pressa para ir à pista caso chova é um traço de uma equipe que não tem muito o que perder, mas muito a ganhar. "Quando não lutamos pelo campeonato tudo é bem-vindo. Quando tem pouco a perder, você aproveita as oportunidades que surgem para arriscar", encerrou.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do fim de semana AO VIVO e EM TEMPO REAL.
 
POSTURA DA GLOBO NA CORRIDA DO MILHÃO DA STOCK CAR MOSTRA DESPREZO PELO AUTOMOBILISMO