F1

Alonso se vê como “piloto melhor e mais completo” após temporada cheia na F1, no WEC e teste na Indy

Fernando Alonso acha que o ano cheio que viveu em 2018 o tornou um piloto melhor e mais completo. Atrás da Tríplice Coroa, o espanhol se dividiu entre a F1 e o WEC e agora busca novamente vencer em Indianápolis
Warm Up / Redação GP, de Curitiba
Fernando Alonso entende que a ocupada temporada que viveu em 2018 o tornou "um piloto melhor e mais completo". Neste ano, o espanhol de 37 anos se dividiu entre o campeonato da F1 e o Mundial de Endurance, pelo qual venceu as 24h de Le Mans, além de participar de um teste com o carro da Indy, no segundo semestre. Ainda que a McLaren não tenha feito um carro competitivo o suficiente, o bicampeão obteve conquistas pessoais e foi o único do grid a bater o companheiro de equipe em todas as classificações do ano. Alonso também credita o desempenho ao programa intenso que cumpriu.
 
"Provavelmente, o dia de testes na Indy e o WEC me fizeram me sentir um piloto melhor, ou um piloto mais completo", afirmou Fernando. "Os conceitos gerais e as filosofias diferentes te ajudam como piloto. Eu entendo mais sobre o comportamento dos carros, outras técnicas de pilotagem, outras maneiras de economizar energia e poupar pneus, por exemplo."
 
"Você tem mais informações do exterior e de outros engenheiros, diferentes pontos de vista, que talvez me tornem melhor ou que, ao menos, me deem uma visão amis ampla do automobilismo. Quando você entra no carro de F1, você tem uma opinião extra, mesmo que não seja útil para aquele momento", acrescentou.
Fernando Alonso planeja uma temporada menos ocupada em 2019 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Mesmo com uma carreira sólida e 311 GPs no currículo, além de vitórias, títulos e batalhas por campeonato, Alonso reforça que sempre está em evolução. E quer seguir assim. "É difícil saber exatamente a sua velocidade, mas este ano foi o melhor, e de longe, em termos de disputa em classificação. Eu me sinto rápido e competitivo", disse o #14, ainda que o melhor resultado em 2018 tenha sido o quinto lugar ainda no GP da Austrália, realizado no início da temporada. 
 
Alonso parte agora para a conquista da Tríplice Coroa do esporte a motor. O asturiano já possui triunfos no GP de Mônaco e em Le Mans, mas ainda precisa vencer as 500 Milhas de Indianápolis. O piloto, que deixou a F1 ao fim desta temporada, vai correr no mais famoso oval do mundo em maior de 2019.