Ameaçado por Ocon para 2020, Bottas relata “pressão zero” em último ano de contrato na Mercedes

Valtteri Bottas vive um 2019 de ‘vai ou racha’: é hora de brigar por título, ao mesmo tempo em que tenta convencer a Mercedes de que merece a renovação de contrato. Parece uma situação adversa, mas Bottas garante que tem tudo sob controle

Valtteri Bottas até é líder do Mundial de Pilotos, mas ainda não sabe o que será da vida em 2020. O finlandês tem contrato com a Mercedes até o fim de 2019 e vê o atualmente afastado Esteban Ocon como séria ameaça na busca por titularidade ao lado de Lewis Hamilton. Há muito em jogo para Bottas, mas nada que afete o psicológico: de acordo com o #77, a pressão é “zero” quando o assunto é o futuro.
 
“Posso garantir que esse ano não sinto nada de pressão”, disse Bottas. “Sério, é pressão zero. A respeito da minha vaga, diria que é normal que todo mundo queira isso. É comum chegar na F1 e logo querer o melhor lugar possível”, seguiu.
 
Ocon se viu sem vaga na F1 pela reviravolta na Racing Point. A antiga Force India foi comprada por Lawrence Stroll, o que significou a troca do francês por Lance Stroll. Desde então, Esteban ocupa o tempo como reserva da Mercedes, que financia a ascensão no automobilismo desde 2015.
Valtteri Bottas começa 2019 tentando assegurar vaga em 2020 (Foto: AFP)

A incerteza sobre o futuro é acompanhada pela briga pelo título. Bottas soma 44 pontos, com vantagem mínima sobre o vice Lewis Hamilton, 43. Assim como o mercado de pilotos, não é algo que tire o sono do finlandês.

 
“É um campeonato muito longo e estamos apenas na segunda corrida. Está tudo bem por enquanto. Estamos começando outra vez e vamos avançar corrida por corrida”, encerrou.
 
Bottas foi segundo no GP do Bahrein do último fim de semana. O finlandês volta à pista no GP da China, o 1000 da história da F1, marcado para 14 de abril.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube