Andar no ritmo de Albon e Leclerc foi “a surpresa mais bela do ano”, diz Sainz

Carlos Sainz fez outra grande corrida na temporada, cruzou em quinto lugar no GP do Japão e faturou seu terceiro top-5 no ano. Em Suzuka, o espanhol conseguiu a façanha de terminar à frente da Ferrari de Charles Leclerc. O piloto da McLaren assumiu agora o sexto lugar no Mundial

O GP do Japão de F1 marcou mais uma grande exibição de Carlos Sainz na temporada 2019. O espanhol, que há muito vem se colocando na posição de destaque como um dos melhores pilotos do ano, se apresentou de forma muito competitiva e consistente: largou bem, ficou longe dos problemas e impôs um forte ritmo de corrida. No fim, ainda conseguiu a façanha de segurar a Ferrari de Charles Leclerc para terminar na quinta colocação, pouco atrás da Red Bull de Alexander Albon, neste domingo (13) em Suzuka. Carlos conseguiu tirar proveito também do abandono de Max Verstappen, da Red Bull, ainda no começo da corrida. 
 
Sainz iguala assim seu melhor resultado no ano depois de ter finalizado os GPs da Alemanha e da Hungria também no top-5. De quebra, o espanhol subiu para a sexta colocação do Mundial de Pilotos e soma 76 pontos, três a mais que Pierre Gasly, enquanto Albon tem 64.
 
Mas apesar de outra grande performance em 2019, Sainz se mostrou muito cauteloso em seu discurso e deixou a empolgação de lado. “Não nos acostumemos com esses resultados”, pediu o piloto durante entrevista à emissora espanhola Movistar F1 logo após a corrida.
Carlos Sainz fez outra grande exibição na temporada ao finalizar o GP do Japão em quinto (Foto: McLaren)
“Não me choquei com ninguém. Meu carro está são e salvo. A largada foi estranha, com gente passando do ponto na curva 2. Decidi ir por dentro. Hoje era um dia para me poupar na largada e na curva 2 eu estava em quarto ou quinto”, disse Carlos.
 
Sainz chegou a andar em terceiro lugar pouco antes de Sebastian Vettel alcançá-lo após o tetracampeão ter feito. O dono do carro #55 da McLaren ficou satisfeito com a eficácia da estratégia adotada pela equipe britânica, de ter feito apenas uma parada. Carlos largou com pneus macios usados e, na volta 26, fez a troca para um jogo de pneus médios novos.
 
“Estávamos muito rápidos. Tinha claro, desde o começo, que andaríamos muito com os macios, fizemos o stint mais longo com os macios. Acelerei para fazer uma parada”, declarou.
 
O espanhol ficou feliz mesmo pela forma como se impôs ao longo da corrida. “Foi muito sólida, sobretudo pelo ritmo que impusemos. Foi espetacular. Tínhamos quase o mesmo ritmo de Albon no último stint, igual ao ritmo de Leclerc. E igualar o ritmo talvez tenha sido a surpresa mais bela do ano. Hoje foi um dia especial para a equipe porque, pela primeira vez, conseguimos andar melhor que a Ferrari e lutar um pouco mais”.
 
“Não é fácil se consolidar. Estamos há algumas corridas assim, mas fiquei três corridas sem pontuar. Agora parece que tudo está correndo bem, e isso mostra que não é fácil e, quando você faz um quinto lugar e vence a batalha do melhor do resto, é uma amostra de que você fez muito bem as coisas no fim de semana”, explicou.
 
“Sabia que aqui seria uma pista em que seríamos bons, de modo que precisávamos aproveitar a oportunidade, mas fomos bem, fiquei surpreso. É bom poder se consolidar um pouco mais acima e lutar com esses caras. Tivemos alguns problemas aqui e ali, como na classificação, por exemplo, mas todo o fim de semana foi muito bom”, complementou.
 
“Foi uma das melhores corridas em termos de ritmo, não administramos tanto. Acho que poderia ter alcançado Albon, estamos em um grande momento. Um fim de semana como este requer um grande esforço da equipe e muito foco. Vamos tentar analisar isso e buscar fazer o mesmo em outros circuitos. Estou orgulhoso da equipe. Pela primeira vez conseguimos nos distanciar da zona intermediária do grid e lutar um pouco mais com os pilotos da frente”, finalizou Sainz.
Paddockast #37
GRANDES RIVALIDADES INTERNAS 

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube