Animado com pontos, chefe vê Haas “muito mais estável” em 2017 e aposta em luta direta contra Toro Rosso

Após um GP de Mônaco que terminou com a Haas somando pontos com seus dois carros pela primeira vez na F1, Guenther Steiner acredita que a Toro Rosso não é insuperável e lembrou que a batalha no pelotão intermediário segue muito apertada

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Enquanto Ferrari e Mercedes brigam pela ponta e a Red Bull se consolida como a terceira força da F1 na atualidade, Force India, Haas, Williams, Toro Rosso e Renault brigam de forma árdua no pelotão intermediário do grid. No momento, após seis corridas, a Haas aparece na sexta colocação do Mundial de Construtores com 14 pontos, empatado com a Renault, seis tentos atrás da Williams e distante 15 da Toro Rosso, que fecha o top-5 da tabela. Mas Guenther Steiner acredita que não é impossível equilibrar a batalha contra a equipe italiana ao longo da temporada.

 
A Haas vem de um resultado positivo e, por que não dizer, histórico. Pela primeira vez na F1, a equipe norte-americana colocou seus dois carros na zona de pontuação. No último GP de Mônaco, Romain Grosjean foi o oitavo colocado, enquanto Kevin Magnussen completou o rol dos dez primeiros. Resultados que deixam o chefe Steiner bastante satisfeito.
 
“Há pouquíssima diferença entre ser herói ou levar uma nota zero. Se você não está nos pontos, é mal visto, mas os seis primeiros lugares já estão normalmente ocupados. Lutamos pelos quatro restantes. É difícil conseguir, mas fizemos isso quatro vezes neste ano”, declarou o dirigente italiano em entrevista ao site ‘GP Update’. 
A Haas se vê mais estável e pronta a lutar contra a Toro Rosso em 2017  (Foto: Haas)
“É possível ver a diferença de pontos com a Toro Rosso, que está em quinto, e nós, em oitavo. Eles têm 29 pontos, e nós, 14. Eles têm o dobro, mas ter 14 mostra que não é algo insuperável. Você consegue dois bons resultados e já está lá. Isso mostra o quanto o grid está competitivo, de modo que, para nós, estar nos pontos em quatro de seis oportunidades é um sinal de sucesso”, explicou.
 
Depois de um primeiro ano marcado por muitos aprendizados, a Haas vem evoluindo. Com uma dupla de pilotos mais forte em relação ao ano passado e também com mais experiência, o time de Kannapolis segue em ascensão e com um nível de estabilidade bem maior, na visão de Steiner.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Já temos confiança porque estivemos nos pontos em quatro das últimas seis corridas. Na Austrália, antes de quebrar o turbo, estávamos em sétimo, de modo que a única corrida em que não estivemos em posição de pontuar foi na Rússia”, disse. 

 
“Em todos os nossos testes, sempre estivemos em uma boa posição, de modo que já somos mais estáveis que no ano passado. Você nunca pode estar lá o tempo todo. Mesmo equipes grandes, como a Force India, quarta no campeonato, não pontuaram com nenhum carro em Mônaco. Isso é porque o meio do grid está muito apertado. Acho que podemos conseguir porque, se está sempre ali ou perto, vai acontecer”, finalizou o chefe da Haas.
ALONSO ATINGE NOVO PATAMAR NA HISTÓRIA DO AUTOMOBILISMO NA ESPETACULAR INDY 500

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube