F1

"Ansioso para voltar amanhã", Fittipaldi destaca trabalho de adaptação no primeiro dia de testes no Bahrein

12º no primeiro dia de testes coletivos no Bahrein, Pietro Fittipaldi festejou a nova experiência que teve com o carro da Haas, e se mostrou ansioso para o segundo dia. O brasileiro será o principal piloto do time americano e terá mais tempo para guiar o VF-19

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
Pietro Fittipaldi retornou ao cockpit de um F1. O brasileiro, piloto reserva da Haas, participou da primeira sessão de testes coletivos no Bahrein, que aconteceu nesta terça-feira (2) e ficou na 12ª colocação, com o tempo de 1min32s708.

Com 20 voltas, Fittipaldi foi o segundo piloto que menos andou em Sakhir, na frente apenas do polonês Robert Kubica. Apesar do pouco tempo de carro por conta das pancadas de chuva que interromperam os treinos, Pietro comentou de forma positiva a nova experiência com o VF-19, que pilotou também durante a pré-temporada, em Barcelona.
Pietro Fittipaldi (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
"Foi bom estar lá. As condições foram um pouco úmidas, mas nos permitiram uma boa sessão com a pista secando. Foi bom para me preparar para amanhã", declarou.

Os giros de Fittipaldi no circuito foram realizados com os pneus C3, considerados médios entre os cinco compostos disponíveis. O brasileiro terá uma nova oportunidade de guiar o carro no segundo dia, e acredita que a experiência na primeira sessão foi importante para sua adaptação.
 
"Ficamos nestes pneus [C3] na tarde, consegui fazer stints mais longos na pista para ficar confortável no carro. Eu me senti bem, e estou ansioso para pilotar novamente amanhã", finalizou.