Anúncio de Jordá como pilota de desenvolvimento da Lotus gera revolta dos colegas: “Ainda não é 1º de abril”

O mundo do automobilismo não viu com bons olhos a contratação de Carmen Jordá como pilota de desenvolvimento da Lotus na temporada 2015 da F1. Anúncio foi feito na equipe de Enstone nesta quinta-feira (26)

Carmen Jordá pode ter conseguido um lugar na F1, mas está longe de ser uma unanimidade. Nesta quinta-feira (26), a Lotus anunciou a espanhola como pilota de desenvolvimento na temporada 2015, o que resultou uma onda de críticas à decisão da escuderia de Enstone.
 
Após o anúncio, muitos pilotos recorreram às redes sociais para criticar a escolha da Lotus. 
 
Ex-companheiro de Jordá na Ocean em 2012, Rob Cregan afirmou que a espanhola não tem capacidade para desenvolver um carro da categoria máxima do automobilismo mundial. 
Carmen Jordá será piloto de desenvolvimento da Lotus em 2015 (Foto: GP3)
“Ela não consegue nem desenrolar um rolo de filme e vão deixa-la num carro híbrido de F1”, criticou. “F1 é talento, não dinheiro e chateação com posições falsas”, completou.
 
Richie Stanaway, que venceu duas provas da GP3 no ano passado com o carro que foi de Jordá, também se mostrou contrariado com a escolha da Lotus e riu com a nova contratação. 
 
Campeão de 2012 da GP2, Mitch Evans foi mais bem humorado na hora de manifestar sua objeção ao novo emprego de Jordá e lembrou a Lotus que “ainda não é 1º de abril”.
 
E os pilotos não foram os únicos pegos de surpresa com a decisão da escuderia. Muitos jornalistas e fãs estranharam o fato de uma pilota que jamais terminou melhor que um 28º lugar tenha roubado o lugar daquele que foi campeão da F3 e era piloto da Lotus, Esteban Ocon.
 

ESCONDENDO O JOGO?

A Williams foi só a quinta equipe em quilometragem total nos dois primeiros testes da pré-temporada da F1 em 2015, mesmo que seu carro não tenha apresentado nenhum grande problema durante as atividades. Engenheiro-chefe da equipe inglesa, Rod Nelson explicou o porquê de o programa de treinamentos ser mais ‘econômico’ que o da concorrência"Não acho que estamos escondendo o jogo", disse o inglês

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube