Apesar de abandono na Alemanha, Hamilton exalta evolução da McLaren

Lewis Hamilton afirmou ter ficado satisfeito com o bom desempenho da McLaren na Alemanha, mas considerou o abandono em terras germânicas como um golpe nas chances de título

A McLaren trabalhou duro para levar um novo pacote de atualizações para o GP da Alemanha, disputado na última semana. E a equipe até que foi recompensada com o segundo lugar de Jenson Button. Por outro lado, quem não teve muitos motivos para celebrar foi Lewis Hamilton. O britânico teve um pneu furado logo na segunda volta antes de abandonar de vez a corrida.

Nesta quinta-feira (26), na Hungria, Hamilton afirmou que os novos componentes da McLaren deram resultado, especialmente após o segundo lugar de Button. No entanto, o piloto lamentou não ter podido transformar a evolução no ritmo de corrida em um bom resultado, já que abandonou a disputa prematuramente.

“Em termos de resultado de Jenson foi fantástico, mas para mim, vendo o ritmo que eu tinha mesmo com todos os problemas – meu difusor estava muito danificado e a traseira esquerda do carro estava destruída – foi muito confortante”, declarou.

Hamilton considerou o abandono na Alemanha como um golpe nas chances de título (Foto: McLaren)

Após o abandono na Alemanha, Hamilton agora está 64 pontos atrás de Fernando Alonso, o líder da F1. Evidentemente, o piloto da McLaren não se mostrou nada satisfeito e considerou a desistência em Hockenheim como “um golpe nas chances de título”.

“Foi um golpe tão grande quanto eu poderia sofrer. Assim como em Valência. Durante a temporada, eu não acho que poderia ter sofrido um golpe maior. Há um certo número de problemas que se pode ter em um no, especialmente com o líder do campeonato tendo terminado todas as corridas nos pontos”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube