Após acidente de Alonso, Vettel reitera confiança mútua entre pilotos e equipes quanto à segurança dos carros de F1

Sem demonstrar preocupação com a chance de receber uma descarga elétrica dentro do carro, Sebastian Vettel disse que as equipes não colocariam os pilotos sob tal risco e disse que há uma confiança mútua muito grande na F1

Sebastian Vettel foi o único que respondeu na coletiva oficial da FIA a respeito da segurança dos carros e a possibilidade de se receber uma descarga elétrica dentro do cockpit. E o tetracampeão afirmou que há uma confiança mútua entre pilotos e equipes no que diz respeito à segurança na F1.

 
Comentários sobre este tema vem sendo feitos desde o acidente que Fernando Alonso sofreu durante os testes de pré-temporada no dia 22 de fevereiro, na Espanha. O bicampeão teve uma concussão e, após recomendação dos médicos, decidiu ficar fora do GP da Austrália deste domingo (15).
A primeira coletiva da FIA em 2015 reuniu Vettel, Hamilton, Ricciardo, Verstappen, Bottas e Magnussen (Foto: Getty Images)
Mesmo com a McLaren Honda garantindo que não houve nenhuma falha mecânica e, principalmente, que o piloto não recebeu um choque dentro do carro, muitas dúvidas ainda cercam o polêmico acidente.
 
Mas Vettel reiterou que nenhuma equipe colocaria seus competidores em risco.
 
“Eu acho que ninguém quer nos mandar para a pista se acredita que algo não está certo. Eu acho que temos muito espírito de equipe — em todas as equipes, eu diria — para deixar isso acontecer. Então, quando o time decide que é seguro andar, é seguro andar”, declarou o ferrarista.

Após a resposta de Vettel, os demais escalados para a coletiva oficial da FIA indicaram que não tinham mais a adicionar.

A FIA está investigando o acidente, mas ainda não tem um prazo para divulgar suas conclusões. Alonso está sendo substituído por Kevin Magnussen neste fim de semana e tem seu retorno esperado para o GP da Malásia, no fim do mês.


 

As imagens da quinta-feira do GP da Austrália
#GALERIA(5241)

QUEM É QUEM

Na terceira parte do Guia F1 2015, o GRANDE PRÊMIO faz um raio-X de cada uma das dez equipes do grid para o Mundial que começa neste fim de semana na Austrália, na pista de Melbourne, e que marca a 66ª temporada da história da F1.

O especial também traz as fichas completas dos 22 (!!!) pilotos que vão disputar o título mundial nas 19 ou 20 corridas previstas pelo calendário deste ano. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube