Após acordo com promotores, federação assume organização esportiva do GP da Rússia de F1

Depois de uma briga que resultou na perda da data de inscrição no calendário 2014, os promotores do GP da Rússia de F1 chegaram a um acordo com a federação local, que assume a organização esportiva da etapa

Chegou ao fim a disputa entre os promotores do GP da Rússia de F1 e a Federação Russa de Automobilismo. As partes chegaram a um acordo nesta terça-feira (3), com a RAF (na sigla em inglês) assumindo a organização da etapa programada para outubro de 2014, no novo circuito de Sochi. 
 
A intensa disputa entre as duas partes fez com que a RAF perdesse o prazo estipulado pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) para inscrição no calendário de 2014 do Mundial.
Promotores e Federação local chegaram a um acordo para realização do GP da Rússia (Foto: Sochi Olympic Park Circuit/ Facebook)
“Nós assinamos um contrato com a Federação Russa de Automobilismo que reflete os interesses das duas partes”, afirmou Oleg Zabara, encarregado pelo comitê organizador do GP da Rússia. “A organização esportiva é um dos fatores chave para receber o GP da Rússia de maneira bem sucedida. Especialistas adequadamente treinados devem participar da organização de um evento internacional de esporte a motor”, comentou. 
 
“Como promotores, vamos fornecer todo apoio técnico para todas as partes da organização”, ressaltou. “A RAF vai fornecer comissários qualificados e, junto com a FIA, eles serão responsáveis pela gestão esportiva do GP da Rússia da F1”, completou. 
 
Sergey Ivanov, diretor-executivo da RAF, afirmou que a expectativa é de muito trabalho pela frente, mas se mostrou confiante no sucesso da etapa.
 
“Nós todos estamos esperando um trabalho complicado e duro para nos prepararmos para o primeiro GP da Rússia da história. Como resultado deste acordo com o promotor, a RAF poderá garantir pessoal treinado para o evento e organizar um GP de alto nível”, destacou. “Especialistas estrangeiros vão nos ajudar como consultores e treinadores. Entretanto, a maior parte do pessoal esportivo será de russos”, comentou. 
 
“Isso nós permitirá chamar apenas comissários russos no futuro para as etapas locais do Mundial de F1. Eu não tenho dúvidas de que juntos nós teremos sucesso”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube