Após buscar por Lola, Force India tem mudança de nome aprovada e alinha como Racing Point em 2019

A Force India está oficialmente fora do grid da temporada 2019. Na última quinta-feira, a Comissão da F1 aprovou a mudança de nome da equipe, que agora chama-se Racing Point

A Force India vai para o grid da temporada 2019 da Fórmula 1 com o novo nome de Racing Point. A equipe até tentou trazer de volta a Lola, mas acabou seguindo com o nome que já havia surgido no final do último ano.
 
De acordo com informações do site britânico ‘RaceFans.net’, o novo nome da esquadra de Silverstone recebeu a aprovação da Comissão da F1 na última quinta-feira (31). Na época, também foi aprovada a mudança da Sauber para Alfa Romeo.
 
Ainda segundo o portal, o time inglês estava na busca de um nome alternativo. Entre as opções, a equipe foi atrás dos detentores dos diretos de alguns clássicos da F1, entre eles a Lola. Entretanto, a abordagem não foi bem-sucedida. 
Sergio Pérez (Foto: Racing Point Force India)

A equipe Lola competiu na Fórmula 1 esporadicamente entre os anos 60 e 90. Sua última entrada no Mundial terminou antes mesmo de ter começado, após ter falhado em classificar para a etapa de abertura da temporada de 1997, o GP da Austrália, com Ricardo Rosset e Vincenzo Sospiri.
 

A Comissão da F1 aprovou a mudança de nome da Force India e o nome do chassi para Racing Point com uma maioria de 22 votos a favor e dois contra. Todo o processo teve duração de quatro dias.
 
A outra aprovação que aconteceu na última semana foi em relação à Sauber, que vai deixar de forma oficial seu nome do grid da F1.A votação, unânime, aprovou a chegada da Alfa Romeo Racing como substituta do nome da escuderia fundada por Peter Sauber, que entrou no Mundial em 1993.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube