Após confirmar Tsunoda em 2021, AlphaTauri se despede de Kvyat: “Nos ajudou muito”

Daniil Kvyat está fora da Fórmula 1 pela segunda vez desde que entrou na categoria, em 2014. A AlphaTauri optou por substituí-lo, em 2021, por Yuki Tsunoda

O mistério sobre o 2021 da Fórmula 1, mas que mal se encaixava na definição da palavra, foi resolvido nesta quarta-feira (16): para a surpresa de ninguém, Yuki Tsunoda estará no grid na próxima temporada. Ou seja: a AlphaTauri demitiu Daniil Kvyat.

O russo volta a deixar a F1: sua primeira despedida foi em 2018, quando ficou um ano fora do grid, também após deixar a então Toro Rosso. Agora, nada indica que um retorno será possível.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Kvyat dá adeus à F1. Definitivo, dessa vez? (Foto: Red Bull Content Pool)

Desta forma, a AlphaTauri se despediu de Kvyat em suas redes sociais, por meio de Franz Tost, o chefe da equipe italiana: “Como Yuki pilotará para nós ano que vem, nós dizemos adeus à Daniil Kvyat.”

“Quero muito agradecer a Daniil por tudo que fez pela equipe, especialmente neste ano. Nos ajudou muito com sua experiência em ajustar o set-up e melhorar o desempenho do carro”, completou o dirigente.

Kvyat deixa o grid com três pódios na carreira: dois pela Red Bull, em 2016 e 2016, e outro pela Toro Rosso, em 2019. Em 2020, o melhor resultado do russo foi o quarto lugar conquistado no GP da Emília-Romanha.

YUKI TSUNODA; ALPHATAURI; F1; FÓRMULA 1;
Yuki Tsunoda corre com a AlphaTauri em 2021 (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Yuki Tsunoda

O japonês será o primeiro piloto nascido em 2000 a correr na F1. Tsunoda, nascido em Kanagawa, tem 20 anos e desde o ano passado integra o Red Bull Junior Team, programa de desenvolvimento de pilotos da marca de bebidas energéticas. Yuki vai formar dupla com Pierre Gasly na próxima temporada.

Além de fazer parte do programa da Red Bull, Tsunoda é protegido da Honda desde 2017, quando disputou a F4 Japonesa. No ano seguinte, Yuki foi o campeão da categoria antes de migrar para a Europa para disputar a Fórmula 3. O piloto disputou o campeonato pela equipe Jenzer, de meio de grid, e conquistou uma vitória e o nono lugar no campeonato, com 67 pontos.

Neste 2020, Tsunoda subiu para a Fórmula 2 e correu pela Carlin, uma das mais tradicionais equipes das categorias de base. O japonês se destacou e terminou a competição somente atrás de Mick Schumacher, o campeão, e Callum Ilott, os dois membros da Academia de Pilotos da Ferrari.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube