Após dez corridas, Hülkenberg diz que enfim achou seu real potencial

Depois de um começo de temporada de readaptação, Nico Hülkenberg acredita que finalmente deixou para trás esta fase acredita que está apresentando seu real potencial e afirmou que deseja continuar na Force India em 2013: "Eu me sinto muito confortável aqui"

Nico Hülkenberg acredita ter enfim “chacoalhado a ferrugem” e estar apresentando seu real potencial na temporada de retorno à F1. Em 2011, o alemão esteve afastado do grid, atuando apenas como reserva da Force India, e retornou ao posto de titular de uma equipe neste ano.

No GP da Alemanha, Hülkenberg largou na quarta colocação, sua melhor posição de largada do ano, mas terminou a corrida somente em nono. Apesar disso, o desempenho lhe agradou e serviu para levantar seu moral para a próxima corrida da temporada, que acontece no próximo domingo (29), na Hungria.

Nico Hülkenberg largou na segunda fila no GP da Alemanha (Foto: Force India)

Ao analisar como foi sua primeira metade de campeonato em 2012, o piloto disse que, “como a de todos, foi de altos e baixos”. Em Valência, no GP da Europa, veio o ponto mais alto, um quinto lugar, que representa 10 dos 17 pontos conquistados por ele até aqui. Seu companheiro de equipe, o escocês Paul di Resta, soma 27 tentos.

“Tive duas corridas complicadas no começo da temporada, que foram atrapalhadas por fatores que eu não pude controlar: o problema na embreagem no Bahrein e o acidente com Mark Webber na primeira volta na Austrália”, lembrou Hülk em entrevista à revista britânica ‘Autosport’. “Essas foram corridas nas quais eu provavelmente pontuaria. Tive azar”, lastimou o germânico.

Mas não foi exclusivamente ao azar que Hülkenberg creditou seus resultados que não foram favoráveis. “Obviamente, eu também cometi meus erros. Voltando a competir, eu precisaria de algum tempo para brilhar e para desenferrujar”, admitiu o campeão da temporada de 2009 da GP2. “Mas desde o começo da temporada europeia eu sinto que estou melhor, que estou no patamar certo”, julgou.

O futuro de Hülkenberg ainda não está definido, mas ele revelou que gostaria de continuar na Force India. “Eu me sinto muito confortável aqui e, até onde sei, o time está bastante contente. Há uma possibilidade”, declarou Hülk.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube