F1

Após domínio na chuva, Vettel diz que não existe mais diferença entre acerto para pista seca e molhada

O alemão disse que fez, sim, alguns ajustes no carro para o treino na chuva em São Paulo, mas disse que as grandes mudanças feitas antigamente, como colocar asa e aumentar a altura do carro em relação ao solo, não são mais feitas
Warm Up, de Interlagos / Redação GP, de São Paulo
 Sebastian Vettel celebra pole em Interlagos (Foto: Getty Images)

A cobertura completa do GP do Brasil de F1 no GRANDE PRÊMIO
As imagens do domingo da F1 em Interlagos
O grid de largada ilustrado do GP do Brasil
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Como a previsão para todo o fim de semana é de chuva, era natural que as equipes optassem por um acerto de pista molhada em Interlagos. No entanto, não foi exatamente isso o que aconteceu na Red Bull. Após cravar a pole-position neste sábado (23), com uma enorme vantagem, Sebastian Vettel explicou que praticamente não há diferença entre um carro para chuva ou para o asfalto seco.

“Para falar a verdade, o acerto típico para pista molhada não existe mais, ao menos para nós”, disse o alemão. “No passado, não houve muita diferença nas corridas que nós tivemos”, acrescentou.
Vettel disse que não há mais diferença entre carro para pista seca e pista molhada (Foto: Beto Issa/GP Brasil F1)

Por isso, não foi surpresa o piloto manter a boa fase das últimas etapas e conquistar a oitava pole-position da Red Bull, mesmo que a Mercedes tenha dominado os treinos na sexta-feira. O tetracampeão disse, ainda, que o carro tem, sim, alguns ajustes pensando na chuva neste domingo, mas praticamente é o mesmo do usado se a pista estivesse seca.

“Nós tentamos seguir em uma direção que nos ajude com a pista molhada depois do primeiro ou segundo treino de ontem, mas eu não chamaria isso de acerto para chuva, porque, geralmente no molhado, você coloca mais asa e aumenta a altura do carro com relação ao solo, mas nos últimos anos tem sido praticamente a mesma coisa quando saímos do seco para o molhado ou do molhado para o seco”, encerrou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha 'in loco' os eventos que cercam e o GP do Brasil de F1 em Interlagos com os repórteres Flavio Gomes, Evelyn Guimarães e Felipe Giacomelli. Acompanhe o noticiário aqui.