Após duas corridas à frente de Ricciardo, Kvyat afasta críticas e disputa primeiro GP caseiro pela Red Bull

As críticas feitas a Daniil Kvyat após as primeiras corridas da temporada diminuíram rapidamente após duas boas provas em Mônaco e no Canadá. Agora, em alta apesar do ano ruim da Red Bull, o russo se prepara para fazer o primeiro GP caseiro pela equipe dos energéticos

O início de temporada cercado por críticas e a grande dúvida se a Red Bull tinha se precipitado em alçar Daniil Kvyat ao posto de companheiro de Daniel Ricciardo no time número um da companhia dos energéticos. Mas nas últimas corridas, o russo tem mostrado velocidade e consistência com um carro cheio de defeitos latentes.
 
São quatro provas seguidas na zona de pontuação, mas levando vantagem sobre Ricciardo nas duas últimas. Foi quarto colocado em Mônaco e nono no Canadá, quando os problemas de potência na Red Bull empurraram o time para baixo.
Sem atividades de pista, Daniil Kvyat atendeu aos torcedores em Mônaco nesta sexta-feira (Foto: AP)
Agora, na Áustria, Kvyat faz sua primeira corrida na casa da Red Bull como piloto do time. E segundo o russo, ele é fã do Red Bull Ring.
 
"Primeiro de tudo, eu realmente gosto da pista. É um ótimo circuito. Eu já conhecia bem a pista, já que corri lá antes, nas categorias de jovens, então estou ansioso. Corri lá pela F-Renault e na F3, é muito divertida. Na verdade, acho uma das melhores. É rápida, se desenrola bem e as voltas são bem movimentadas. Tenho boas memórias de lá", disse.
 
A pressão em ser piloto de uma grande grande é algo com que Kvyat ainda está se acostumando e tentando deixar para trás.
 
"Eu estava na Toro Rosso ano passado e nós não tínhamos muita pressão, do ponto de vista da imprensa. Certamente não tanto quanto a Red Bull. Então foi bem fácil, do meu ponto de vista. A atmosfera é boa e é a corrida caseira do time. De qualquer forma, não acho que possa te distrair. É só uma corrida, no final das contas, e vou tentar aproveitar o fim de semana o máximo possível", concluiu.
 
Kvyat tem 19 pontos na temporada e é o oitavo colocado no Mundial de Pilotos. Ricciardo tem 35 pontos e é o sétimo. Entre os Construtores, a Red Bull é a quarta colocada. O GP da Áustria acontece em 21 de junho.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube