Após levar Alemanha ao hepta na Copa das Nações, Vettel homenageia Schumacher: “Todos nós sentimos sua falta”

No último domingo, Sebastian Vettel levou a Alemanha ao sétimo título da Copa das Nações, evento que faz parte da já tradicional Corrida dos Campeões. Foi a primeira conquista do país sem a presença de Michael Schumacher. O tetracampeão mundial de F1 não se esqueceu do seu parceiro de conquistas e reverenciou o lendário piloto, que hoje luta pela vida

 

Sebastian Vettel e Michael Schumacher jamais foram companheiros de equipe na F1. No entanto, os dois alemães de maior sucesso na história da categoria já compartilharam de várias glórias. A dupla já conquistou nada menos que seis vezes o título da Copa das Nações, evento que integra a tradicional Corrida dos Campeões, que geralmente acontece no fim do ano, mas foi realizada no último fim de semana em Miami, no estádio Marlins Park

 
Com Pascal Wehrlein vetado em virtude de um force acidente com Felipe Massa no sábado, coube a Sebastian Vettel levar sozinho a Alemanha ao hepta no domingo (22). Foi o primeiro título do país sem a presença de Schumacher, que foi reverenciado pelo tetracampeão mundial de F1.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Vettel e Schumacher brilharam na Copa das Nações com a Alemanha (Foto: Race of Champions/Facebook)
“Começamos esta jornada juntos. Ele me ajudou muito no começo e aprendi muito com ele. Todos nós gostaríamos de tê-lo aqui. Todo o mundo do esporte a motor, da F1, todos estão nesses três últimos anos lhe desejando o melhor”, declarou Seb logo após conquistar o título da Copa das Nações. A última vez que Vettel correu ao lado de Schumacher no evento foi em 2012, quando a Alemanha conquistou o hexa.
 
“Acho que todos nós sentimos sua falta, não só eu, não só a equipe Alemanha. Todos os pilotos também sentem sua falta, era uma grande companhia. Era muito difícil batê-lo na pista e fora dela. Prestei muita atenção ao que ele me ensinou e por isso estou aqui”, disse Vettel.
 
Em várias oportunidades, Vettel mostrou seu respeito, admiração e reverência ao heptacampeão mundial de F1 e maior ícone do automobilismo alemão. Com a aposentadoria repentina de Nico Rosberg no fim do ano passado, Seb hoje é o piloto germânico com mais chances de se tornar novamente campeão do mundo.
 
Schumacher continua sua luta pela vida. Desde o grave acidente sofrido na estação de esqui de Méribel, nos Alpes Franceses, em 29 de dezembro de 2013, o ex-piloto de Jordan, Benetton, Ferrari e Mercedes busca se recuperar, mas sempre com extremo sigilo sobre seu estado de saúde, cujas informações são guardadas a sete chaves pela sua família.
 
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube