Após mensagem na TV, Masi diz que Mercedes raramente fala com direção de prova

Fim de semana do GP da Espanha trouxe uma novidade para a transmissão da Fórmula 1: a conversa entre equipes e a direção de prova

Max Verstappen recebeu uma surpresa da Red Bull antes do GP da Espanha, o 100º dele na equipe (Vídeo: Red Bull)

Protagonista de uma novidade na transmissão da Fórmula 1 no GP da Espanha, Toto Wolff não costuma procurar a direção de prova durante as corridas. De acordo com Michael Masi, a crítica feita pelo dirigente da Mercedes à atuação de Nikita Mazepin foi uma exceção.

Na corrida de domingo (9) em Barcelona, a F1 exibiu durante a transmissão um pedido de Wolff para que o piloto da Haas recebesse bandeira azul para permitir a passagem de Lewis Hamilton, que vinha correndo atrás de Max Verstappen na briga pela vitória.

OPINIÃO GP
Perfeita, Mercedes joga Red Bull nas cordas. E Hamilton nocauteia Verstappen

Wolff não tem o hábito de recorrer à direção de prova durante as corridas (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Michael, bandeira azul”, disse Wolff na mensagem divulgada pela transmissão durante a volta 26. “Michael, esse cara nos fez perder a posição”, seguiu.

Apesar da conversa, Masi afirmou que não é uma prática do chefe da Mercedes conversar com a direção de prova durante as corridas.

“Para ser junto, muito raramente ouço Toto no rádio do controle de corrida”, contou.

Foi a primeira vez que a Fórmula 1 transmitiu a conversa entre equipe e controle de prova. “É uma das inovações em que a FIA [Federação Internacional de Automobilismo] trabalhou junto com a F1”, explicou Mais.

“Isso, na verdade, surgiu em uma discussão em uma reunião da Comissão de F1 no ano passado, para que pudessem ouvir parte da comunicação entre o pit-wall e as equipes, que é uma parte comum do que fazemos operacionalmente”, explicou Mais.

De acordo com o dirigente, as equipes foram alertadas sobre a possibilidade de terem as mensagens divulgadas pela transmissão de TV.

“O Grupo da F1, por meio de suas transmissões, fizeram alguns testes neste cenário para ver como é. E todas as equipes foram avisadas. Este fim de semana foi a primeira vez que isso foi transmitido ao vivo”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar