Após renovação, Hamilton lidera com folga lista de salários da Fórmula 1 em 2021

Lewis Hamilton acertou a renovação contratual com a Mercedes e lidera a lista de maiores salários da F1 2021, recebendo quase R$ 300 milhões neste ano, de acordo com o jornal inglês The Sun. Max Verstappen aparece em segundo na lista, seguido por Charles Leclerc e Daniel Ricciardo

O jornal britânico The Sun fez um levantamento e apurou os dez maiores salários do grid atual da Fórmula 1. De acordo com a publicação, o heptacampeão Lewis Hamilton é quem mais vai receber na temporada 2021, principalmente após a renovação contratual acertada com a Mercedes.

A expectativa, de acordo com o jornal inglês, é de que Hamilton leve £ 40 milhões (R$ 299,7 milhões) neste ano. Max Verstappen, da Red Bull, aparece em segundo na lista, com ganhos de £ 18,2 milhões (R$ 136,4 milhões).

Charles Leclerc renovou contrato com a Ferrari e subiu na lista de salários, agora recebendo £ 10,19 milhões por ano (R$ 76,3 milhões), ao lado de Daniel Ricciardo, que saiu da Renault e inicia nova jornada na McLaren em 2021.

Hamilton domina a F1 dentro das pistas, com vitórias, e fora também, com o maior salário do grid (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Confira nossa galeria com os dez maiores salários da F1

Por falar em pilotos que mudam de vaga, Carlos Sainz e Sebastian Vettel aparecem na sequência da lista, ambos com salários anuais de £ 7,28 milhões (R$ 54,5 milhões). Vale lembrar que o espanhol ocupará o posto que era do alemão na Ferrari a partir de 2021, enquanto o tetracampeão mundial assinou com a Aston Martin.

Fernando Alonso volta ao grid da F1 após dois anos ausente e aparece em sétimo lugar na lista. A Alpine, então Renault, vai pagar £ 6,55 milhões (R$ 49 milhões) para o bicampeão em seu retorno à categoria.

Valtteri Bottas renovou por mais um ano com a Mercedes e garantiu o oitavo maior salário do grid atual, recebendo £ 5,82 milhões por ano (R$ 43,6 milhões). Sergio Pérez, novo piloto da Red Bull, aparece em 9º, com ganhos anuais de £ 4,37 milhões (R$ 32,7 milhões).

Longe das vitórias e até mesmo dos pontos, Kimi Räikkönen segue na Alfa Romeo para 2021. O campeão mundial de 2017 fecha esse top-10 com salário anual de £ 3,64 milhões (R$ 27,2 milhões).

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube