Após saída de Grénoble, porta-voz de hospital na Suíça confirma internação de Schumacher

Porta-voz do Centro Hospitalar Universitário do Cantão de Vaud, na Suíça, confirmou internação de Michael Schumacher. Assessora de imprensa do ex-piloto anunciou nesta segunda-feira (16) a saída do hospital de Grénoble

O Centro Hospitalar Universitário de Cantão do Vaud, na Suíça, confirmou nesta segunda-feira (16) a internação de Michael Schumacher. Ainda nesta manhã, Sabine Kehm, assessora de imprensa do ex-piloto, anunciou que o germânico não está mais em coma e foi transferido do CHU de Grénoble

Falando a agência de notícias suíça Ats, Darcy Christen, porta-voz do hospital de Lausanne, confirmou a entrada no ex-piloto no centro hospitalar. Segundo comunicado divulgado pela equipe do heptacampeão, o germânico tem uma “longa fase de recuperação pela frente”.

Hospital da Suíça confirmou internação de Michael Schumacher (Foto: Getty Images)
Schumacher estava internado no CHU de Grénoble desde 29 de dezembro de 2013, quando sofreu um acidente enquanto esquiava na estação de Méribel, nos Alpes Franceses

O acidente aconteceu em um trecho entre as pistas Chamois e Biche. Michael foi resgatado de helicóptero e levado primeiro a um hospital em Moûtiers, distante cinco minutos do local da queda, antes de ser transferido para Grénoble, onde já chegou em coma.

A promotoria de Albertville, responsável pela região, chegou a abrir uma investigação sobre o acidente, mas o caso foi arquivado sem identificar nenhuma infração. Patrick Quincy, encarregado dessa averiguação, afirmou na época que a sinalização e as informações sobre os limites da pista estavam “de acordo com as normas francesas em vigor”.
 

Bolão GRANDE PRÊMIO EUROBIKE:
faça suas apostas para o GP da Áustria e concorra a uma viagem. É grátis!


O agradecimento da família
 
“A família gostaria de explicitamente agradecer todos os médicos que cuidaram dele, enfermeiros e terapeutas em Grénoble, assim como aos socorristas no local do acidente, que fizeram um trabalho excelente naqueles primeiros meses”, diz o comunicado divulgado nesta segunda pela assessora de imprensa Sabine Kehm. “A família também gostaria de agradecer todas as pessoas que enviaram todos aqueles desejos de melhoras ao Michael. Nós temos certeza de que isso o ajudou”, continuou.
 
“Para o futuro, nós pedimos a compreensão de que seu processo de recuperação será feito longe dos olhos do público”, completou. 
 
O comunicado divulgado por Kehm, entretanto, não diz quando o heptacampeão saiu do coma. Além disso, também não foi divulgado para onde Michael foi transferido e nem maiores detalhes sobre sua atual condição.

Assista à reportagem em vídeo do GRANDE PRÊMIO:



F1: Schumacher sai do coma e é transferido para centro de reabilitação na Suíça byGrande Prêmio

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube