Após teste inconclusivo no Canadá, Pirelli descarta introdução de novos compostos no GP da Inglaterra

Com resultados inconclusivos do teste com o pneu-protótipo experimentado pelos pilotos no fim de semana do GP do Canadá, a Pirelli decidiu adiar a introdução dos novos compostos. Fábrica italiana alterou a parte interna do pneu para evitar delaminação

A cobertura completa do GP do Canadá no GRANDE PRÊMIO
As imagens de domingo da F1 em Montreal
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Após testar o pneu-protótipo durante o fim de semana no GP do Canadá, a Pirelli decidiu adiar a introdução do novo composto na temporada 2013 da F1. De acordo com a revista britânica ‘Autosport’, os testes em Montreal foram inconclusivos. 
 
A fábrica italiana mudou a estrutura do pneu para tentar solucionar o problema de delaminação que tem sido enfrentado por algumas equipes desde o início do Mundial. No Canadá, os pilotos experimentaram uma nova especificação de pneus, onde a Pirelli substituiu a correia de aço do pneu traseiro pelo kevlar (uma fibra sintética que é resistente ao calor e sete vezes mais resistente que o aço).
Hembery afirmou que novo pneu não será usado no GP da Inglaterra (Foto: Andrew Ferraro/LAT Photographic)
Com um feedback positivo das equipes, o novo composto seria introduzido já no GP da Inglaterra, mas com o tempo limitado de testes por conta do clima instável em Montreal, a Pirelli decidiu não levar os novos pneus para Silverstone.
 
De acordo com a publicação inglesa, a Pirelli vai revisar o processo de colagem do atual composto e pode levar o pneu-protótipo para a Inglaterra para que os pilotos o avaliem mais uma vez. 
 
Em entrevista à publicação, Paul Hembery, diretor-esportivo da Pirelli, confirmou que o novo composto não será levado para a etapa da Inglaterra. “Não vamos correr com o novo pneu já que não tivemos muita chance de testá-lo aqui [no Canadá].”
 
“Nós temos algumas mudanças nas especificações internas – mudanças no processo – que achamos que vai resolver o problema de delaminação que temos visto”, apontou. “Isso é bom por muitos pontos de vista, já que significa que os times vão trabalhar com os mesmos pneus que começaram o ano”, opinou. 
 
“Mas provavelmente não é tão bom para alguns times que estão tendo dificuldades com os pneus dianteiros”, encerrou. 
Siga o GRANDE PRÊMIO                     Curta o GRANDE PRÊMIO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube