Após treino com Force India, Razia exalta experiência “valiosa” e melhora do carro ao longo do dia

Segundo colocado nesta terça-feira em Magny-Cours, Luiz Razia afirmou que o carro da Force India apresentou alguns problemas durante a manhã, mas mudanças de acerto resultaram em uma melhora significativa à tarde

Luiz Razia retornou ao cockpit de um carro de F1 nesta terça-feira (11), em Magny-Cours, na França. O vice-líder da GP2 participou do primeiro dia de testes de novatos com a Force India e terminou em segundo lugar dentre os três que participaram da atividade, com um tempo de 1min18s535. De Ferrari, o piloto da casa Jules Bianchi foi o mais rápido.

Depois das 64 voltas que completou no circuito francês, pelo qual a F1 não passava desde 2008, Razia exaltou a experiência “valiosa” que adquiriu em um dia "muito útil”.

Razia se prepara para ir à pista em Magny-Cours (Foto: Force India)

“Deram-me a chance de conhecer a equipe e me sentir mais confortável no carro”, contou o brasileiro, após a bateria de treinamentos. Duas novidades encaradas foram mencionadas pelo baiano: “O maior desafio foi me acostumar a todos os botões do volante, então foi uma boa experiência e eu aprendi a respeito de todos os sistemas do carro. Também tive contato com o Kers pela primeira vez”.

Razia disse que o carro enfrentou apresentou “alguns problemas” pela manhã, sem especificá-los, mas, com a solução dos mesmos durante a tarde, ele pôde, enfim, aproveitar melhor seu dia a bordo de um F1. “A pista era cada vez mais rápida, à medida que ficava mais emborrachada. Fizemos algumas melhorias ao carro a cada saída e as correções ao balanço funcionaram bem”, descreveu o piloto.

“Eu realmente gostei de trabalhar com a equipe e espero ter a chance de crescer a partir disso no futuro”, finalizou Razia, que, após o encerramento do teste de novatos, voltará seus olhos para a decisão da GP2, daqui a duas semanas, em Cingapura. Ele está 25 pontos atrás do líder, o italiano Davide Valsecchi.

Antes de pilotar o carro da Force India nesta terça, a última vez em que Razia entrou em um bólido da categoria máxima do automobilismo havia sido em 2011, nos treinos livres para o GP do Brasil, com a equipe que hoje atende por Caterham. Durante a temporada do ano passado, o baiano participou daquela e de uma outra sessão, na China.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube