F1

Após ver replay, Hülkenberg assume culpa por acidente com Massa: “Eu deveria ter deixado mais espaço”

Nico Hülkenberg, punido em três posições no grid de largada para o GP do Japão, assumiu que precisava ter deixado mais espaço para Felipe Massa no lance que envolveu os dois no GP de Cingapura

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
VIU ESSA? PILOTOS DA RED BULL PASSAM VERGONHA EM LUTA DE SUMÔ
Nico Hülkenberg, a princípio, não estava contente por ter sido punido pelo toque com Felipe Massa no GP de Cingapura. Depois de ver o replay, o alemão reconheceu: ele foi o culpado. Hülk inclusive mandou uma mensagem para Massa pedindo desculpas, um gesto que o brasileiro apreciou.

Com Massa saindo dos boxes, Hülkenberg tentou passá-lo por fora na curva 3, mas fechou demais a porta e acabou atingindo a Williams. O alemão foi de encontro ao muro de proteção após o toque e abandonou a prova ali, e ainda recebeu três posições de punição no grid do GP do Japão neste fim de semana.
Momento do acidente (Foto: AP)
"Eu deveria ter deixado mais espaço", reconheceu o piloto da Force India. "Podia ter ficado por fora, e ficaria à frente dele pelo menos até a curva seguinte. Depois a gente estaria em uma longa reta e ele teria o DRS. Aí não sei como teria terminado."

A princípio, houve dúvida se Hülkenberg tinha visto que o brasileiro estava saindo dos boxes, e o alemão também admitiu que sim. "Tinham me avisado, e eu também tinha visto quando estava um pouco mais longe na curva. Na curva em si, eu não podia vê-lo, mas sabia que estava ali. Ele não sumiu no ar", relatou.
"A punição não é o ideal, mas também dá para entender. Mesmo que eu tenha punido a mim mesmo. Minha corrida acabou imediatamente, e eu podia ter terminado onde o Sergio terminou", finalizou Hülkenberg. Com a outra Force India, Pérez foi o sétimo colocado.

Massa, por sua vez, teve um pequeno furo de pneu no acidente e precisou parar nos boxes logo em seguida. Mais tarde, o brasileiro abandonaria com uma quebra de câmbio. Ainda no domingo, ele comentou sobre o entrevero com Hülkenberg: "Ele me deixou sem ter para onde ir".

Nesta quinta, afirmou que "está tudo bem" entre os dois. "Ele me mandou um SMS, o que foi legal. A gente estava brigando, e talvez ele tenha sido muito otimista de fechar a porta daquele jeito, mas está tudo bem. Legal ter recebido a mensagem", afirmou o piloto da Williams.