Após vitória que “não muda nada”, Räikkönen vê filhos “mais interessados nos bonés da Pirelli”

Para Kimi Räikkönen, chegar em casa e poder ver a sua família e seus filhos vale muito mais do que uma vitória na F1. Mas poder, pela primeira vez na carreira, saborear a conquista ao lado de todos o torna muito mais completo: “Sou mais do que feliz por eles”

Até antes do GP dos Estados Unidos, a última vitória de Kimi Räikkönen no Mundial de F1 havia sido em 17 de março de 2013, no GP da Austrália que abriu aquela temporada, ainda com o carro preto e dourado da Lotus. Desde então, mudou muita coisa na vida e na carreira do ‘Homem de Gelo’. O finlandês voltou para a Ferrari no ano seguinte. Pessoalmente, Kimi se separou de Jenni Dahlman e se casou com a compatriota Minna-Mari ‘Minttu’ Virtanen. Com ela, teve dois filhos: Robin, nascido em 2015, e Riana Angelia Milana, que veio ao mundo no ano passado.
 
Assim, a vitória conquistada por Räikkönen no último domingo (21), em Austin, foi a primeira que o piloto vai ter a chance de comemorar com a família. Vai ter porque a esposa e os filhos não viajaram com Kimi para a América do Norte nesta semana.
 
No fim das contas, o homem de família Räikkönen entende que poder saborear a conquista ao lado da esposa e dos filhos é muito melhor e mais significativo do que a conquista por si só. 
Kimi Räikkönen tem a chance de festejar pela primeira vez uma vitória ao lado da sua família (Foto: AFP)

"Eles falam sobre isso às vezes, mas provavelmente acho que vão ficar mais interessados nos bonés da Pirelli [entregues ao vencedor] do que na vitória em si. Eu sei que sempre podemos comprar esses bonés, mas não é a mesma coisa se tiver de comprar para levar para eles”, brincou o piloto, em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO, ao falar sobre os filhos pouco depois da bandeirada no Texas.

 
Räikkönen lembrou que a corrida em Austin não foi vista pelos filhos pequenos por conta da diferença de fuso horário (sete horas entre o fuso de Austin e o da Suíça, onde mora o piloto). Mesmo assim, o veterano destacou a felicidade pelo momento que vive na vida particular e por poder compartilhar uma conquista na carreira. 
 
“Eu tenho uma linda esposa e dois filhos e tenho certeza de que ficaram felizes. Não sei as crianças, provavelmente dormiram durante a corrida, mas a esposa ficou de olho em tudo. Sou mais do que feliz por eles”, destacou.
 
“Então, é legal vencer, mas isso não muda a minha vida ou nem vai fazê-los me verem de forma diferente. Meu filho me perguntou há algumas corridas se poderia levar para ele aquele pneu menor da Pirelli, o mesmo do pole, porque queria brincar com ele. De novo, eles estão felizes, e eu, mais ainda. Com certeza, teremos muito o que conversar quando eu voltar para a casa”, complementou o feliz Kimi Räikkönen.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do México de F1 neste fim de semana com a repórter Evelyn Guimarães.
 
E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube