Aston Martin defende estratégia arriscada com Vettel na Turquia: “Você precisa confiar”

Otmar Szafnauer, chefe da Aston Martin, defendeu a decisão de ter colocado pneus slicks no carro de Sebastian Vettel durante o GP da Turquia. O dirigente disse que, em condições adversas, a decisão do piloto é crucial

A principal tensão do GP da Turquia ficou na parte da estratégia, com equipes e pilotos pensando em quando parar nos boxes para colocar pneus — e decidir qual composto encaixar no carro. A Aston Martin fez uma aposta com Sebastian Vettel, colocou pneus slicks e perdeu uma ótima oportunidade de pontuar na corrida.

Na volta 36, Vettel ocupava a décima posição e foi informado pelo rádio que alguns pilotos já estavam colocando um novo jogo de pneus intermediários. O tetracampeão recebeu a sugestão de colocar slicks e prontamente pediu os médios porque “não podem ser piores que esses intermediários”. No entanto, precisou retornar aos boxes na volta seguinte e terminou apenas em 18º, na frente da dupla da Haas.

“Ele quis arriscar sozinho, não o seguramos. Sebastian chegou no rádio e disse: ‘Quero pneus de pista seca, coloque os médios’. Não retrucamos, fizemos o que ele pediu. Aconteceu tudo muito rápido, não chegamos a discutir com ele. Algumas vezes, nessas condições, é uma escolha do piloto e ele arriscou”, disse Otmar Szafnauer, chefe da Aston Martin, ao site Autosport.

Sebastian Vettel não fez uma boa jornada no GP da Turquia e terminou em 18º (Foto: Aston Martin)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Você precisa confiar nele. E outra coisa que você precisa lembrar é como ele é bom em pista molhada ou em condições adversas, assim como estava naquele momento. Então, se ele diz, quem somos nós para argumentar? Acho que não é o padrão, mas era uma pista diferente e no molhado. Sem risco, sem recompensa. Não foi apenas uma parada a mais, mas foram os 30 segundos perdidos naquela volta que o tiraram da prova”, seguiu.

Apesar do risco corrido por Vettel, que ficou fora da zona de pontuação, a Aston Martin não saiu de bolsos vazios da corrida na Turquia. Lance Stroll terminou na nona colocação e garantiu dois pontos para o time após ultrapassar Esteban Ocon nas voltas finais.

“Foi uma performance sólida, ele fez boas voltas durante toda a corrida. Acho que o chamamos para os boxes na hora certa. Foi um pouco lento, infelizmente, mas é difícil dizer onde ele teria terminado”, afirmou Szafnauer.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar