Aston Martin exalta feedback detalhado e diz que memória de Vettel é “impressionante”

O chefe da Aston Martin, Otmar Szafnauer, afirmou que as reuniões que encerram todos os dias de fim de semana ficaram bem mais longas

Maverick Viñales sofreu uma queda na reta final do TL3 (Vídeo: MotoGP)

A Aston Martin ainda está acostumando a trabalhar com um piloto dono de tantos títulos mundiais como Sebastian Vettel. Depois de um começo de temporada cheio de interrogações, Vettel brilhou com o segundo lugar no GP do Azerbaijão e deu o primeiro grande resultado da fábrica. Mais do que os pontos, o que deixa a equipe mais impressionante é o tipo de resposta que Sebastian dá sobre o carro e as necessidades de evolução. É algo de quem tem memória impressionante.

Quem afirma é Otmar Szafnauer, chefe da Aston Martin. O romeno afirmou que as reuniões que encerram os dias da equipe nos fins de semanas, popularmente chamados de debrief na F1, ficaram bem mais longos por todos os detalhes oferecidos por Vettel.

“São mais detalhados que costumavam ser antes e definitivamente são mais longos, mas temos que ter certeza que, ainda que possamos falar neles para sempre, saibamos focar no que é de primeira ordem e deixar o que é de segunda ordem para depois”, contou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
Confira a programação de TV do fim de semana

Vettel agrada a Aston Martin (Foto: Aston Martin)
Paddockast #108: As ‘asas da discórdia’ na briga pelo título da F1

“A memória de Sebastian sobre uma volta é bem impressionante. Lembra cada pequeno detalhe de todas as curvas, provavelmente é a maior quantidade de detalhes que já escutei de um piloto. Neste aspecto, recebemos mais pequenos detalhes de Seb que com outros pilotos no passado. [Fala também de] cada aspecto do carro, o trem de força, ergonômica, tudo que ele traz e nós trabalhamos para resolver”, afirmou.

Segundo o chefe, o primeiro pódio do ano, no Azerbaijão, não foi produto de algo específico ou melhora pontual, as de uma série de circunstâncias em absoluta convergência.

“Nunca é uma coisa só. Ele está se acostumando mais com o carro, com o time. Foi provavelmente um circuito que nos favorecia um pouco e as circunstâncias da corrida também ajudaram, mas o ritmo está lá, sem dúvidas. Ultrapassamos o pole-position na pista. Tiramos mais do nosso carro para circuitos como Baku, com aquelas características particulares”, apontou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do fim de semana do GP da França, em Paul Ricard, AO VIVO e EM TEMPO REAL. A corrida está marcada para as 10h (de Brasília) do domingo.

GP às 10: Tudo sobre a classificação do GP da França
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar