Audiência da TV na F1 sobe no mundo após sete temporadas. Brasil tem crescimento de 13,4% no público cumulativo

As constantes quedas na audiência da F1 pararam em 2017. Segundo a categoria, seus números foram os melhores em sete temporadas, com crescimento inclusive no Brasil

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Foram cinco anos seguidos de queda, um ano de estabilização e 2017, enfim, marcou a volta do crescimento da audiência na televisão da F1. De acordo com dados divulgados pela categoria nesta sexta-feira (5), a F1 viu seu número de telespectadores subir 6,2% dentro dos 20 maiores mercados.

Isso significa que corridas, treinos classificatórios, treinos livres e programas centrados na F1 tiveram audiência total de 1,4 bilhão durante a temporada 2017. Contando apenas corridas, ao vivo e em reprise, a audiência se manteve por volta de 600 milhões. Em 2017, os telespectadores únicos de F1 somaram 352 milhões, primeiro ano em sete sem queda.

No Brasil, o aumento ocorreu no número total da audiência, que cresceu em 13,4% – segundo maior crescimento dentro dos quatro principais mercados, setor em que também aparecem Itália, Alemanha e Reino Unido.

Houve, porém, queda no número de telespectadores únicos no país. Foram 1,8% de pessoas a menos assistindo a categoria.

O título de Lewis Hamilton foi mais assistido do que a briga contra Nico Rosberg em 2016 (Foto: AFP)

O maior crescimento foi visto na China, em que os números aumentaram em 42,2%. Entre os maiores mercados, a Itália viu o maior aumento, de 19,1%, possivelmente ajudado pela presença de Sebastian Vettel, da italiana Ferrari, na briga pelo título.

Outros números divulgados pela F1 foram os de redes sociais, com crescimento de 54,9% nos usuários dentre Facebook, Youtube, Twitter e Instagram.

Segundo a F1, este foi um crescimento maior do que outras diversas ligas importantes do mundo, como Campeonato Espanhol, NBA, Liga dos Campeões, NFL e Campeonato Inglês, de outros esportes, e Fórmula E e Nascar, no automobilismo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube