Barrichello dispara contra “inexperientes” Senna e Maldonado: “Deveriam ter o dobro de pontos”

Apesar da enorme evolução que a Williams apresentou em relação a 2011, subindo de cinco para 54 pontos, Rubens Barrichello, dispensado pela equipe no fim do ano passado, disse que Bruno Senna e Pastor Maldonado poderiam ter feito muito mais nesta temporada

Prestes a fazer sua estreia pela Stock Car, Rubens Barrichello deu mais uma amostra de que não consegue esquecer, nem da F1, tampouco da Williams, sua última equipe, que não renovou seu contrato no fim de 2011 para contar com Bruno Senna. Rubens, piloto dono do maior número de largadas na história da categoria — 326 GPs — avaliou o desempenho da Williams com Senna e Pastor Maldonado em 2012 e, apesar de reconhecer a evolução do time, entende que a dupla poderia ter, no mínimo, o dobro dos 54 pontos conquistados até o GP de Cingapura.

Barrichello atribuiu à “inexperiência” do brasileiro e do seu companheiro de equipe como a principal razão pela pontuação atual da Williams. No entanto, os números, em comparação com 2011, última temporada de Barrichello pela equipe de Grove, evidenciam uma evolução significativa. Com Rubens e Maldonado, a Williams somou meros cinco pontos — quatro do veterano.

Sem esquecer da F1, Barrichello criticou desempenho de Senna e Maldonado na Williams (Foto: Indycar)

Já em 2012, a Williams, que voltou a contar com a parceria vitoriosa da Renault para fornecimento de motores, acumula, após 15 corridas, nada menos que 54 pontos, sendo que 25 deles foram conquistados graças à vitória inesperada e épica de Maldonado, em Barcelona. Dessa forma, o venezuelano quebrou o jejum de quase oito anos sem subir no lugar mais alto do pódio.

Em entrevista à rádio Jovem Pan, Rubens, quando indagado se poderia fazer mais se ainda estivesse como titular da Williams, preferiu não opinar a respeito. “Esse tipo de pensamento não pode existir, até porque não estou pilotando o carro e não posso pensar o que poderia ser ou não comigo lá.”

“Mas a verdade é que o carro provou ser muito competitivo. Eles fizeram um bom trabalho, colocando o carro lá à frente de muitos carros do grid [em comparação com o ano passado]”, avaliou Barrichello.

De fato, o Williams FW34 vem se mostrando um carro rápido e, principalmente com Maldonado, já largou uma vez na pole, outra em segundo lugar no grid e uma vez em terceiro. Contudo, punições e problemas mecânicos vêm atrapalhando o venezuelano. Senna, por sua vez, vem sendo mais discreto que Pastor, mas ainda assim, já somou 25 pontos em 2012.

Rubens entende que o pouco tempo de F1 — Maldonado tem 33 GPs e Senna, 40 — da dupla da Williams atrapalha. “É uma pena, porque eu acredito que eles deveriam ter, pelo menos, o dobro de pontos que eles de fato têm. Isso acontece, claro, por causa da inexperiência dos seus pilotos, que são rápidos, mas que não souberam aproveitar as chances com o equipamento que eles têm em mãos”, disparou Barrichello, ainda sem futuro certo na Indy, onde correu neste ano como piloto da KV.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube