Batido por Massa no fim, Webber termina em sexto e fala em corrida difícil em Spa-Francorchamps

Mark Webber classificou a corrida em Spa-Francorchamps como difícil e afirmou que não aproveitou a situação ao máximo. Australiano foi ultrapassado por Felipe Massa no fim da prova e ficou com a sexta colocação

► Quer concorrer a 2 prêmios da Mercedes? Participe já da promoção
► Red Bull procura maior kartista amador do Brasil. Veja como participar

Mark Webber completou o GP da Bélgica de F1, realizado neste domingo (2) em Spa-Francorchamps, na sexta colocação, após ser ultrapassado por Felipe Massa no fim da corrida. O australiano, que chegou a protagonizar uma boa disputa com Sebastian Vettel na primeira parte da corrida, afirmou que após o duelo com o companheiro de equipe, não conseguiu disputar posições da mesma forma.

“A largada foi bem complicada, o que pode acontecer na La Source”, disse Webber. “Ficou óbvio, desde o início, que seria difícil para nós ultrapassar. Obviamente, Seb e eu tivemos uma pequena batalha, o que foi bom, mas, depois disso, não era possível lutar com mais ninguém na reta e isso dificultou”, considerou.
 

Webber ficou com o sexto posto na prova deste domingo (Foto: Red Bull/ Getty Images/ Mark Thompson)


Webber afirmou que teve sorte na largada e comemorou o fato de ter ganho seis posições em relação ao 12º posto em que iniciou a corrida.

“Tivemos um pouco de sorte no começo, mas depois disso não aproveitamos a situação ao máximo”, reconheceu. “Mas foi bom terminar seis posições à frente de onde eu comecei e pontuar”, encerrou.

 A análise completa da temporada 2012 da F1 e a previsão de Flavio Gomes para o restante do Mundial na REVISTA WARM UP. Clique aqui

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube