Beneficiada por problemas de Hamilton e Vettel em Baku, Red Bull se vê capaz de vencer corridas “por si só”

Lewis Hamilton e Sebastian Vettel tiveram contratempos no GP do Azerbaijão, e a vitória acabou sobrando para um improvável Daniel Ricciardo. Depois da obra do acaso, o consultor Helmut Marko fala em vencer corridas por mérito próprio

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A vitória de Daniel Ricciardo no Azerbaijão foi, em algum nível, obra do acaso. O piloto sobreviveu e venceu um GP conturbado, em que as duplas de Mercedes e Ferrari tiveram problemas e ficaram para trás. Mas isso não significa que a Red Bull precisa dos problemas alheios para vencer: de acordo com o consultor Helmut Marko, a equipe tem condições de vencer “por si só”.
 
Marko acredita que, depois de um começo de temporada decepcionante, a Red Bull está no caminho certo. Dependendo da pista, os taurinos podem surgir como uma ameaça ao monopólio de Mercedes e Ferrari.
 
“É muito, muito importante [vencer] porque tivemos um começo de temporada ruim, e agora melhoramos”, disse Marko. “Não deu para mostrar isso na classificação, mas tínhamos velocidade. Daniel [Ricciardo] estava andando no modo de segurança, sem potência extra. O que aconteceu com o Max [Verstappen] significou que precisávamos ser cautelosos. Estamos na direção certa. Espero que, no circuito certo, a gente vença corridas por si só”, continuou.
Daniel Ricciardo conseguiu uma vitória improvável em Baku (Foto: Red Bull Content Pool)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Parece consenso na Red Bull que o que impede uma briga constante por pódios e vitórias é a série de problemas do motor Renault. Mesmo em evolução, a unidade de potência francesa ainda não tem a potência e a confiabilidade de Mercedes e Ferrari. A última vítima de problemas mecânicos foi Max Verstappen, que abandonou pela quarta vez no ano em Baku.
 
“Precisamos superar [os problemas], e reclamar não ajuda. Tivemos uma discussão com a Renault sobre como melhorar a situação. Sempre trocamos experiências sobre as corridas nas segundas-feiras, mas ainda precisamos trabalhar mais para resolver estes incidentes”, apontou.
POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube