Binotto diz que é “errado pensar em crise”, mas que Ferrari “está em meio a uma tempestade”

Mattia Binotto, o chefe ferrarista, tenta minimizar os problemas ferraristas, mas mesmo assim tropeça nas palavras

GP da Bélgica deste domingo (30), sétima etapa do Mundial 2020 de Fórmula 1: Sebastian Vettel foi 13°, Charles Leclerc 14°; zero pontos conquistados; quinto lugar entre construtores para a Ferrari. Mas, mesmo assim, o chefe da escuderia italiana diz que não há crise.

Sim, Mattia Binotto comentou, após a prova em Spa-Francorchamps, que esta não é a definição para a fase ferrarista: “Acho que é errado nos preocuparmos com a palavra crise no momento que estamos passando.”

“É claro que é um resultado ruim em meio a uma temporada difícil. Sabíamos disso, sabemos desde os testes de pré-temporada. Com a paralisação, veio a impossibilidade de desenvolver o carro. Temos que manter os dentes cerrados, estamos construindo para o futuro. Estamos no meio de uma tempestade, sem dúvida. Mas não estamos em crise, só em meio a uma tempestade. Conhecemos o caminho que devemos seguir e vamos continuar a olhar para o futuro”, seguiu o dirigente.

Mattia Binotto
Mattia Binotto (Foto: Ferrari)

Sobre a corrida em Spa, ele comentou que o resultado foi “decepcionante, e que há pouco a se dizer”, e que “temos um carro que perdeu potência”. Depois, deu recado aos torcedores ferraristas.

“Sentimos muito. Todos nós assumimos a responsabilidade por esta situação. Estamos todos no mesmo barca. A equipe está em meio a uma tempestade, mas estamos muito unidos. Há amargura, frustração. Mas tudo isso vai se transformar em reação e determinação”, finalizou Binotto.

Fórmula 1 volta a acelerar já no próximo fim de semana com a disputa da oitava etapa do campeonato, o tradicional GP da Itália, que vai ser disputado no circuito de Monza. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube