Bottas acha que vitória da Williams ainda é possível em 2015 e fala em adotar pilotagem mais agressiva

Valtteri Bottas revelou que vai adotar uma pilotagem mais agressiva daqui para frente com a Williams e que espera entrar em uma briga pela vitória nesta segunda metade de temporada na F1 em 2015

Valtteri Bottas sente que a Williams vai apresentar uma performance mais competitiva na segunda parte da temporada 2015 da F1, acrescentando que pretende reforçar também o desempenho e adotar um estilo de pilotagem mais agressivo, especialmente quando estiver em situação em que a chance de vitória é realmente concreta.

O finlandês de 25 anos tem tido uma atuação bastante consistente neste campeonato, terminando entre os seis primeiros em sete das nove corridas que disputou até o momento — Bottas não participou do GP da Austrália, em março, devido a uma lesão nas costas. Valtteri também já foi ao pódio, no Canadá, onde finalizou a prova em terceiro.

Bottas crê em vitória em 2015 (Foto: AP)

"Se você quiser obter bons pontos ou se quiser ganhar, primeiro é preciso terminar a corrida", disse o nórdico em entrevista à revista inglesa 'Autosport'. "Se você optar por assumir riscos, então é melhor que sejam riscos calculados e não riscos bobos. Eu sempre procuro calcular tudo antes, considerar se vale a pena ou não", completou.

"Meu estilo é sempre consistente, mas acho que provavelmente muitas pessoas não enxergam isso porque não estamos lutando por vitórias. Na luta para vencer ou por posições importantes, posso ser agressivo também, então acho que, em algum momento, nós vamos ver isso", acrescentou.

Bottas ainda admitiu que será complicado bater a Mercedes neste ano, mas se disse ainda otimista com a possibilidade de brigar por vitórias em 2015. "A Mercedes está tão à frente neste momento que eu acho que pode ser possível vencer se eles tiverem algum tipo de falta de sorte, mas, depois, ainda é preciso estar à frente da Ferrari. Acredito que nós podemos bater a Ferrari e aí o sonho de vencer estará mais perto", avaliou.

"Nós já estivemos no pódio em duas corridas neste ano, então isso é algo bom, mas queremos mais. A coisa positiva é que temos sido capazes de marcar mais pontos no início da temporada na comparação com ano passado. Por isso, se continuarmos assim, acho que estaremos mais perto. Eu não digo que a vitória é impossível. É difícil neste momento, mas está claro que sempre podemos tentar", acrescentou o finlandês.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube