F1

Bottas admite aposta para reação 'inumana' na largada da Áustria e comemora momento: “É nosso agora”

Valtteri Bottas não teve problemas para abrir que a largada incrível do GP da Áustria foi fruto de um palpite para partir para a ponta. Entre outras coisas, Bottas defendeu Lewis Hamilton por não ter ido ao evento da F1 em Londres

Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro

Valtteri Bottas é o nome do momento da F1. Com mais pontos do que qualquer outro piloto nas últimas três etapas do Mundial de F1 e após uma vitória no GP da Áustria, Bottas é visto como o inesperado terceiro membro na disputa pelo título de 2017. Na entrevista coletiva oficial da FIA para o GP da Inglaterra, Bottas falou sobre o destaque e a oportunidade de ser campeão. Mas, sobretudo, tratou da polêmica com o tempo de reação para a largada em Spielberg.
 
Bottas admitiu que se arriscou com um palpite sobre o momento em que as luzes iriam apagar. Mas ressaltou: é algo legal e que qualquer piloto pode fazer. "Para largar daquele jeito você definitivamente é uma aposta. Todo mundo está livre para tentar adivinhar quando as luzes vão apagar." 
 
Avaliou que o momento da temporada é da Mercedes - dele, especialmente. "Definitivamente nós temos o 'momentum' agora. Temos tido ótimas corridas como equipe, mas sinto o mesmo. Estou conhecendo o time cada vez melhor. Quero continuar com esse desempenho neste fim de semana", avaliou. "Ter uma meta te faz trabalhar mais duro para atingí-la. Qualquer coisa é possível na vida", afirmou. 
Valtteri Bottas (Foto: AFP)
O finlandês elogiou o evento da F1 em Londres e isentou completamente o companheiro Lewis Hamilton por não ter comparecido. Cada um vai onde quiser. "Eu gostei bastante, mesmo que eu tenha sido a única pessoa da equipe lá. Foi ótimo, uma experiência marcante para mim porque eu nunca tinha guiado um carro no centro de Londres", seguiu. "Todo mundo tem o direito de decidir a que evento quer comparecer. Para mim é normal."
 
E qual o próximo lugar onde a F1 deveria fazer uma demonstração? "Nastola, minha cidade natal", brincou.
 
Na briga pelo título da F1, Bottas está 35 pontos atrás de Sebastian Vettel e com 15 de desvantagem para Hamilton.
 
MORBIDELLI VÊ ROSSI COMO INSPIRAÇÃO E DIZ QUE CONSELHO O TORNOU MAIS AGRESSIVO NAS CORRIDAS