Bottas admite que ainda sente lesão nas costas, mas assegura que agora é possível “administrar as dores”

Valtteri Bottas admitiu que ainda sente dores por conta da lesão nas costas, mas disse que agora já consegue administrar o desconforto. O finlandês também falou sobre os treinos deste sexta-feira (27) na Malásia e manifestou preocupação com a Ferrari

Valtteri Bottas admitiu que ainda sente certo desconforto nas costas devido à lesão que adquiriu depois do treino classificatório do GP da Austrália, disputado há duas semanas. Mas revelou que agora é possível administrar a dor.

O piloto da Williams passou os últimos 15 dias na Indonésia se recuperando da lesão e, depois de ser submetido aos exames da FIA, foi liberado para correr neste fim de semana, na Malásia. A equipe inglesa também fez ajustes na posição do banco e nos pedais, para proporcionar maior conforto ao nórdico e evitar uma repetição do problema físico.

Valtteri Bottas passou por uma avaliação médica e está de volta ao grid (Foto: AP)

Depois do primeiro dia de treinos livres em Sepang, nesta sexta-feira (27), Bottas reconheceu que "não está completamente livre da dor", mas disse que tudo está dentro do planejado. "Eu ainda sinto um pouco, mas o principal é que não tivemos uma piora nas condições e foi assim durante todo o dia. Não me importo com a dor. Isso não me distrai", explicou Valtteri.

"Já posso aplicar a pressão necessária nas freadas mais fortes sem qualquer dor. Então, estou satisfeito e confiante para o fim de semana, porque há tantos analgésicos que posso tomar para dor, mas não usei quase nada", completou.

O finlandês também disse que a mudança no banco e nos pedais não mudou sua maneira de usar o freio. "Foi normal. Nós usamos uma posição de pedal bem diferente e eu em acostumei com isso imediatamente, por isso não há problema", acrescentou o piloto.

Sobre as atividades de pista de hoje, Bottas, que terminou o dia em quinto, manifestou preocupação com a Ferrari. "Parece que eles estão mais fortes do que esperávamos aqui. Sabemos que podemos melhorar amanhã, ainda precisamos trabalhar no equilíbrio do carro e andar com o tanque mais vazio. Agora se isso será suficiente, eu não sei", finalizou.

PRÉVIA DO GP DA MALÁSIA

Nada faz pensar que a Mercedes não vá repetir a dobradinha vista no GP da Austrália deste ano ou mesmo o resultado do GP da Malásia de 2014, e com Lewis Hamilton à frente de Nico Rosberg.

A briga pelo lugar que sobra do pódio fica entre Ferrari e Williams, com vantagem para Sebastian Vettel. Se a chuva vier, só assim, as coisas podem mudar na segunda etapa do campeonato em Sepang.

MADUROS, MAS COM
TESÃO DE JOVENS

Os dois já são veteranos. Um tem os primeiros fios grisalhos e outro passou dos 40. Mas os dois seguem firmes e fortes na Indy e usam a idade como um grande fator positivo. Helio Castroneves e Tony Kanaan prometem a mesma disposição dos tempos em que começaram na Indy para conquistarem o título da temporada 2015. E os dois estão nas duas melhores equipes possíveis: a Penske e a Ganassi, respectivamente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube