Bottas admite que esperava mais da Williams em 2015, mas ainda crê em disputa com Ferrari nesta temporada

Valtteri Bottas ainda não entregou os pontos e, mesmo reconhecendo o desempenho abaixo do esperado para a temporada 2015, acredita na evolução do time para se aproximar da Ferrari, sua principal rival neste ano. Declaração acontece dias depois do episódio em que a equipe misturou pneus macios e médios em uma das trocas durante o GP da Bélgica

2014 foi um ano de renascimento para a Williams, que após passar longo período no ostracismo voltou a brigar por vitórias na F1. Com base naquilo que apresentou no ano passado, as expectativas para esta temporada eram altas. Mas, até o momento, nada disso se confirmou. 
 
O time inglês tem sido mais discreto e ocupa no momento a terceira colocação no Mundial de Construtores, com 161 pontos, bem atrás de Ferrari (242) e Mercedes (426). Foram apenas dois pódios em 2015, contra cinco de 2014 considerando a mesmo período de disputas.
 
Sexto colocado no Mundial, Valtteri Bottas admitiu que esperava mais do FW37, apesar de manter viva a esperança de evolução do time para brigar ao menos com a Ferrari na segunda metade da temporada 2015.
Valtteri Bottas está confiante no desempenho do time na segunda metada do ano (Foto: Williams F1)
"Admito que esperava mais do carro deste ano, especialmente na primeira parte da temporada. Se comparar com 2014, tínhamos mais alguns pódios nesta época do ano do que temos agora", reconheceu Bottas. "Tenho dito que ainda somos capazes de melhorar e ficar mais perto da Ferrari – por isso quero garantir mais pódios na segunda metade da temporada."
 
Em negociação para renovar seu contrato depois de ser cogitado para substituir Kimi Räikkönen na Ferrari, o finlandês já projetou o futuro, ao menos para o time de Grove. "Eu acho que Williams é um grande time para estar, e estou confiante de que eles podem estar lá em cima de novo em 2016. Não há nenhuma razão pela qual a Williams não posssa lutar com a Ferrari e a Red Bull."

O dono do carro #77 faz estas declarações dias após a enorme trapalhada da Williams em Spa, quando em uma das trocas de pneus os mecânicos misturaram pneus médios e macios e fizeram o piloto perder rendimento na pista. Tal acontecimento levantou a discussão se a tradicional equipe é capaz de ser grande novamente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube