Bottas admite que esperava melhor forma da Williams em 2013: “É um pouco desapontador”

O finlandês Valtteri Bottas foi quem conquistou o melhor resultado da Williams em 2013 até aqui: ele foi o 11º colocado no GP da Malásia. A equipe e o piloto esperavam mais

Todos na Williams reconhecem que o início de temporada do time de Grove foi ruim e que o FW35 está abaixo das expectativas. Estreando na F1 em 2013, o finlandês Valtteri Bottas admitiu que esperava ter brigado por mais nas suas duas primeiras corridas na categoria máxima do automobilismo.

O melhor resultado da equipe que venceu uma corrida em 2012 foi o 11º lugar conquistado por Bottas no GP da Malásia. Seu companheiro, Pastor Maldonado, abandonou as duas provas realizadas no mês de março. “É claro que eu esperava brigar por melhores posições”, disparou o finlandês.

O começo de Valtteri Bottas não está sendo dos melhores (Foto: Glenn Dunbar/ Williams)

“O objetivo é crescer e marcar pontos com consistência. É isso que o time e eu estávamos esperando, então, é claro, é um pouco desapontador”, consentiu o piloto. “É assim que estamos agora e precisamos voltar para a frente. Precisamos de mais tempo, mas vamos chegar lá”, garantiu.

Seguindo o que disse o diretor-técnico do time, Mike Coughlan, Bottas também falou que o carro do ano passado, que pilotou em 15 sessões de treinos livres às sextas-feiras, além do teste de novatos, em Abu Dhabi, era melhor em alguns aspectos em relação ao bólido deste ano.

“É um carro diferente, e algumas coisas estavam melhores no carro de 2012”, comparou. “Temos potencial para fazer melhor com esse carro, porém. Não é fácil, mas estamos aprendendo cada vez mais. O objetivo para este ano é melhorar a posição do ano passado, então precisamos seguir trabalhando”, encerrou o escandinávio. A próxima etapa do Mundial de F1 acontece na próxima semana, em Xangai, na China, no dia 14 de abril.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube