Bottas confessa dificuldade com performance sob pressão: “Com certeza não me ajuda”

Valtteri Bottas confessou que não consegue grandes desempenhos quando está pressionado, e admitiu que não pensou direito na primeira volta do GP da Hungria, o que lhe rendeu apenas o oitavo lugar.

Valtteri Bottas teve um domingo para esquecer na Hungria. Após largar na segunda posição, o finlandês da Mercedes se envolveu em toques com Lewis Hamilton e Charles Leclerc ainda na primeira volta, fechando a etapa apenas no oitavo lugar.
 
Em período de renovação de contrato com a Mercedes, Bottas admitiu que não costuma ter bons desempenhos quando está sob pressão, e os dois resultados ruins nas últimas duas corridas não ajudam na hora de construir o lobby para extensão do vínculo.
 
"Quando o seu contrato está perto do fim, nunca ajuda. Algumas pessoas acham que os pilotos performam melhor sob pressão quando as coisas estão no limite, mas isso com certeza não me ajuda", declarou ao site ‘Crash.Net’.
Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)
Sem vencer desde o GP do Azerbaijão e agora 62 pontos atrás do líder e companheiro de equipe Lewis Hamilton, Bottas também confessou que a fome para voltar a vencer prejudicou o seu desempenho nas primeiras curvas, o que resultou em poucos pontos somados.
 
"Eu não posso dizer que pensei direito indo para a primeira curva. Eu estava faminto para vencer, sem se importar com renovação de contrato. Eu queria vencer e corri o risco, não foi como planejado, poderia ser bastante diferente aqui. Estamos falando de centímetros aqui e ali, então é o que acontece", comentou
 
"Essa é a mágica do esporte. Estar no limite, calculando os riscos, se esforçando muito, tentando capitalizar as oportunidades, mas não foder daquele jeito. É o que acontece", concluiu.
 
Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube