Bottas culpa ordens de equipe e “acontecimentos infelizes” por déficit para Hamilton no campeonato

Para Valtteri Bottas, os 129 pontos de desvantagem para Lewis Hamilton não contam a história completa de 2018. O finlandês acha que, além de precisar agir como escudeiro, foi azarado em determinados momentos – “mas não há arrependimento”

Valtteri Bottas não conseguiu acompanhar a bela campanha de Lewis Hamilton na temporada 2018 da Fórmula 1, que deixou o quinto título mundial a ponto de ser conquistado neste fim de semana no México. São 129 pontos de desvantagem do finlandês no Mundial de Pilotos, margem que o leva a crer que a questão vai além do rendimento puro contra o britânico. 
 
“Tudo o que eu faço, tento ser competitivo”, disse Bottas em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO. “Com certeza, não tem sido fácil. Acho que todo o piloto que está aqui é por conta sua mentalidade e do que fez que em sua carreira para estar aqui. Não posso dizer que é fácil, mas há razões para isso. Eu trabalho como um membro da equipe, porque acredito que esse é sempre o melhor caminho a seguir, não acho que tenha qualquer motivo para quebrar a confiança na equipe”, continuou.
 
Bottas inegavelmente trabalhou pensando na equipe em 2018. Do GP da Alemanha em diante, o finlandês começou a acatar ordens da Mercedes, tanto abrindo caminho para Hamilton quanto simplesmente não atacando. A situação mais marcante foi o GP da Rússia, quando Valtteri tinha ritmo superior, mas se viu obrigado a ajudar Lewis do mesmo jeito.
 
“Com certeza, a diferença de pontos é enorme, e isso é um fato. E com certeza, uma grande parte disso vem do meu papel na equipe desde a metade da temporada”, comentou.
Valtteri Bottas sofre com a falta de resultados em 2018 (Foto: Mercedes)

“Desde a metade da temporada, eu realmente não terminei nenhuma corrida à frente de Lewis, e também durante o ano eu perdi muitos pontos com acontecimentos infelizes, particularmente nas primeiras etapas. Em termos de desempenho, não acho que a diferença de pontos seja de 130 pontos. Eu sei disso e a equipe também sabe disso. Mas não há qualquer arrependimento do que aconteceu neste ano”, afirmou.

 
Bottas inicia o GP do México com duas missões: além de tentar ajudar Hamilton a ser campeão, o finlandês busca a tão aguardada primeira vitória no ano. O finlandês é o único piloto das três equipes de ponta ainda sem triunfos em 2018, marca que surpreende após os três de 2017.
GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do México de F1 neste fim de semana com a repórter Evelyn Guimarães.
 
E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube