F1

Bottas diz que ganhou “alguns quilinhos” e evitou doenças por causa de nova regra de peso da F1

O novo regulamento da F1 diz que piloto e assento, somados, devem pesar 80 kg. E isso permitiu que os membros do grid da F1 ganhassem um pouco mais de peso. Valtteri Bottas foi um dos que comemorou, citando que até ficou menos doente durante o inverno por poder comer mais

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O novo regulamento da F1 aponta que piloto e assento, somados, devem pesar no mínimo 80 kg. Isso significa que boa parte do grid poderá "engordar", já que usualmente pesam menos que isso até por questão de velocidade do carro. 

Tal medida foi celebrada por vários membros do atual grid: Lewis Hamilton, por exemplo, está "mais forte e musculoso"; Romain Grosjean não esconde que exagerou na comida durante as férias; e Kevin Magnussen espera seus rivais "mais bombados".

Outro que assume que aproveitou a situação é Valtteri Bottas. O piloto da Mercedes, inclusive, disse que a nova regra lhe ajudou a não ficar doente durante o inverno finlandês.

"Eu pude enfim comer. É bom pode ganhar uns quilinhos, um ou dois a mais. Estou próximo do meu peso natural. Acho que é uma regra muito boa. E para os pilotos mais altos, facilita", disse ele.
Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)
Segundo Bottas, é a primeira vez em anos que ele não fica gripado ou que pega qualquer outra doença durante as férias: "Muitos pilotos não estavam em seu peso ideal há muito tempo. É muito fácil ficar doente assim. Obviamente nos últimos seis anos todo inverno eu fiquei bastante doente."

"Posso comer mais e ter certeza que eu absorvi todos os nutrientes quando treino, e aí me recupero bem. Me sinto muito bem."

Bottas explicou que essa possibilidade em melhorar a alimentação faz com que ele até durma melhor: "É muito bom poder me recuperar bem, me sentir menos doente, durante toda minha carreira na F1 batalhei com meu peso", finalizou.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do fim de semana do GP da Austrália, etapa de abertura da temporada 2019 do Mundial de F1. Acompanhe tudo aqui.