Bottas leva quatro dias para se sentir em casa na Mercedes e admite que mudança de equipe “foi maior que imaginava”

Valtteri Bottas, uma vez mais, se mostrou seguro no papel de substituto de Nico Rosberg na Mercedes. E disse já sentir em casa, embora tenha reconhecido que a mudança de equipe foi maior do que pensava inicialmente

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Sentado no centro da sala de entrevistas da Mercedes no paddock de Barcelona, Valtteri Bottas parecia um veterano na equipe alemã. Falou com desenvoltura e o prata da esquadra da estrela pareceu lhe cair muito bem. Bottas teve seu primeiro contato com o time que o escolheu para substituir o atual campeão nesta semana e já tratou de deixar sua marca. O finlandês foi o mais veloz da semana que abriu a pré-temporada da F1 em 2017 e ainda quer mais.

 
O nórdico revezou com Lewis Hamilton a condução do W08, mas nem por isso deixou de ganhar quilometragem. Ao todo, Bottas completou 234 voltas e se colocou como homem mais rápido da semana com o tempo registrado na quarta-feira, em 1min19s705, guiando em cima dos grudentos ultramacios. Sobre os testes, Valtteri ainda acha que pode fazer mais e quer agora apenas analisar os dados, como forma de entender o que mais precisa saber. O carro é bom, na sua opinião.
 
"Nós estamos realmente confiantes de que possamos fazer um avanço daqui até a próxima semana. Que possamos dar mais passos à frente até lá. Agora, nós vamos também analisar os dados e ver aonde estamos com relação às outras equipes, embora não saibamos o que as demais vão trazer na próxima sessão”, disse aos jornalistas, na Catalunha, em entrevista também acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO.
Valtteri Bottas (Foto: Twitter/Mercedes)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Dentro dessa busca por melhorar, Valtteri não se deixou impressionar com o tempo registrado em Montmeló. Muito pelo contrário. “Não tem um significado especial ter sido o mais rápido nesta semana, porque estamos apenas em uma sessão de testes. E nós também não estávamos focados em tempos de volta. A prioridade para nós era realmente fazer quilometragem com o carro. De qualquer forma, para mim, foi uma grande semana. Aprendi muito nesses poucos dias.”

 
“E o progresso foi bom, estamos em uma direção correta. Eu estou me adaptando cada vez mais à equipe e ao carro. Mas sinto que posso fazer melhor”, disse.
 
Na verdade, a semana foi importante para Bottas para conhecer a nova equipe. Muito mais do que a adaptação ao carro, admitiu. E só hoje, no quarto dia de trabalho, é que o piloto finalmente se sentiu em casa, embora já parece bem antes disso. “Definitivamente, eu sinto que estou cada vez mais e mais confortável com a equipe. E essa sensação é incrível. Por exemplo, hoje, andando nesta manhã, tomando café da manhã com a equipe, já me pareceu uma coisa normal. Mas ainda tenho de decorar muitos nomes, são 800 pessoas em Brackley”, brincou.
 
“Mas ainda tenho muito trabalho a fazer. A mudança de equipe talvez tenha sido um pouco maior do que eu pensei inicialmente. Mas não é algo difícil de lidar”, emendou Bottas. “É algo possível, eu venho trabalhando com eles desde o anúncio em janeiro, estamos trabalhando muito e muito rápido. Então, acho que estaremos devidamente prontos em Melbourne.”
 
Seguro de si, um falante Bottas – uma personalidade que difere muito de seu compatriota ferrarista – também não deixou de falar sobre o relacionamento com o colega tricampeão. “Seria estupido não aprender com Lewis [Hamilton]. Ele já está na equipe há muito tempo, ele sabe exatamente como a equipe funciona. E tendo um novo companheiro de equipe, sempre há o que aprender. E, definitivamente, Lewis vai ser um cara em que vou ficar de olho. Não seria inteligente não fazê-lo”, encerrou.

PADDOCK GP #67 RECEBE OZZ NEGRI E DEBATE TESTES DA F1 EM BARCELONA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube