Bottas se diz sortudo por chegar à F1 sem pagar por vaga: “É ótimo ver que a Williams me escolheu”

O piloto finlandês afirmou que está contente por chegar à principal categoria do automobilismo mundial sem precisar desembolsar fortunas, mas lamentou que o dinheiro seja importante nos dias de hoje

Prestes a estrear na F1, Valtteri Bottas se disse um piloto de sorte por conseguir chegar à principal categoria do automobilismo mundial sem contar com um grande patrocinador. Levando em conta a presença cada vez maior de atletas pagantes no certame, o finlandês desconversou ao ser perguntado se é um caso especial no esporte e disse que apenas espera fazer o melhor trabalho possível pela Williams.

“É difícil dizer se você é especial ou normal, mas eu acho que todos os pilotos que chegam à F1 são realmente muito bons e merecem esta chance”, disse. “É ótimo ver que a Williams me escolheu e estou muito feliz que eles vejam potencial em mim. Ele confiaram em mim durante três anos como piloto de testes e agora finalmente me deram um carro, então agora preciso mostrar que mereço esta vaga”, acrescentou.

Bottas afirmou que chegar à F1 é questão de estar no lugar certo e na hora certa (Foto: Getty Images)

Embora conte com o patrocínio do conglomerado finlandês Wihuri, Bottas não precisou levar muito dinheiro à Williams, ao contrário de Bruno Senna, por exemplo, que pagava cerca de US$ 15 milhões ao time. No caso do nórdico, ele contava com o apadrinhamento de Toto Wolff, acionista da escuderia, que apostava nele depois de vê-lo conquistar o título da GP3 em 2011.

Dessa forma, mesmo tendo chegado à F1 sem precisar desembolsar grandes fortunas, o finlandês reconheceu que alguns atletas não conseguem avançar na carreira por falta de dinheiro e de patrocinadores.

“Eu ainda acho que há alguns pilotos que talvez mereçam essa chance, mas não têm o apoio financeiro que outros têm. Também acho que para estar na F1 é preciso estar no lugar certo e na hora certa. Eu apenas acabei aqui e briguei por isso muito, muito mesmo, então agora é hora de mostrar resultados”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube