F1

Bottas supera Hamilton e ponteia TL3 de nova liderança maiúscula da Mercedes na França

A Ferrari até esteve próxima da Mercedes em momentos do TL3, mas não sustentou o bom momento até o fim. Os prateados voltaram a abrir vantagem confortável, de 0s4, e formaram dobradinha. Valtteri Bottas teve a honra de liderar

Grande Prêmio / VITOR FAZIO, de Berlim
A Ferrari amanheceu neste sábado (22) com a missão de ao menos complicar a vida da Mercedes em Paul Ricard, mas, apesar de tentar, ainda não conseguiu causar dor de cabeça. A equipe prateada seguiu com vantagem confortável no terceiro treino livre, que terminou com liderança da Valtteri Bottas.
 
Com a Ferrari distante, a briga voltou a ser exclusividade para os pilotos da Mercedes. Bottas encontrou o tempo de 1min30s159, superando por pouco o 1min30s200 de Lewis Hamilton. A dupla tinha tempos relativamente parecidos com os da Ferrari, mas tirou uma carta da manga na última tentativa com pneus macios.
 
Charles Leclerc foi o terceiro colocado com o tempo de 1m30s605, superando por detalhes Sebastian Vettel, quarto. Os tempos semelhantes de cada dupla de pilotos indica que a distância entre Mercedes e Ferrari em Paul Ricard gira, de fato, na casa de 0s4.
Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)
O top-5 ainda teve Max Verstappen em quinto, mas quase 1s atrás da Ferrari, indicando um fim de semana difícil para a Red Bull. Pierre Gasly foi sexto, com a McLaren logo atrás: apesar de não superar a equipe dos energéticos dessa vez, os britânicos voltaram a mostrar força ao pontear o pelotão intermediário com Lando Norris em sétimo.

Daniel Ricciardo apareceu em oitavo, mantendo a Renault no top-10. Carlos Sainz Jr. surgiu em nono, enquanto Kimi Räikkönen surgiu em décimo.

Saiba como foi o TL3 do GP da França de F1

O último treino livre começou, como de costume, em banho-maria. Alguns pilotos faziam voltas de instalação até que Daniil Kvyat abriu os trabalhos para valer: o russo anotou 1min32s744. O russo, obrigado a largar do fim do grid por trocar componentes do motor, focava apenas no ritmo de corrida. Passados 15 minutos, o único outro com tempo cronometrado era Robert Kubica, 2s5 pior.
 
Foi só aí que a Renault resolveu se manifestar, colocando Daniel Ricciardo em primeiro e Nico Hülkenberg em terceiro. O tempo do australiano era bem parecido com o do russo, sendo apenas pouco centésimos mais rápido.
 
Depois da Renault, a Mercedes resolveu mostrar como se faz. Valtteri Bottas e Lewis Hamilton foram para primeiro e segundo, com o finlandês sendo 0s3 mais rápido. Só que não era tanto uma briga particular: na primeira tentativa, Charles Leclerc, foi só 0s08 mais lento do que Bottas. Sebastian Vettel também veio, conseguindo o terceiro tempo.
Lewis Hamilton foi o segundo melhor (Foto: Mercedes)
Enquanto isso, problemas para George Russell. A Williams #63 tinha alguma falha e vinha se arrastando na pista. Não aparentava ser tão sério, tanto que dava para voltar aos boxes por conta própria, mas os mecânicos precisariam de algum tempo até entender o que havia de errado.
 
O infortúnio da Williams contrastava com um momento de certa empolgação para a Ferrari. Leclerc tomou a liderança da tabela de tempos na segunda tentativa, sendo 0s2 mais rápido do que Bottas – 1min31s118. Destaque para o fato de que todos giravam com pneus macios.
 
Só que a empolgação da Ferrari tinha limite: Hamilton, em uma nova tentativa, foi apenas 0s010 mais rápido do que Leclerc, o que já bastava para ser líder.
 
Não só a Mercedes tomou a liderança novamente como também voltou a abrir uma vantagem. Bottas assumiu a liderança com 1min30s853, sendo pouco menos de 0s3 mais rápido do que Leclerc, agora terceiro.
 
A Red Bull, por sua vez, seguia sem fazer muita coisa digna de nota. Max Verstappen surgia em quinto, 1s1 pior do que Bottas. Nico Hülkenberg, na honrosa condição de ‘melhor do resto’, era apenas 0s5 mais lento do que o holandês.
Charles Leclerc ficou 0s4 atrás da dupla da Mercedes (Foto: Ferrari)
Com 20 minutos restando no cronômetro, Bottas resolveu aloprar. O finlandês encontrou uma volta realmente voadora, anotando 1min30s159 e abrindo 1s de vantagem sobre Leclerc, terceiro. Hamilton buscava um tempo parecido, mas escapou na chicane da reta Mistral e precisou abortar a primeira tentativa.
 
A segunda tentativa foi das melhores, mas não a ponto de superar Bottas. O britânico só conseguiu 1min30s200. Era ponto final no TL3 da Mercedes, que não tentaria novas voltas voadoras.
 
A Ferrari, por sua vez, quis tentar algo novamente. Leclerc melhorou para 1min30s605, ficando por volta de 0s4 atrás da Mercedes. Vettel conseguiu tempo parecido, confirmando o déficit considerável entre as duas escuderias.

F1 2019, GP da França, Paul Ricard, treino livre 3:

1 V BOTTAS Mercedes 1:30.159  
2 L HAMILTON Mercedes 1:30.200 +0.041
3 C LECLERC Ferrari 1:30.605 +0.446
4 S VETTEL Ferrari 1:30.633 +0.474
5 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:31.538 +1.379
6 P GASLY Red Bull Honda 1:31.599 +1.440
7 L NORRIS McLaren Renault 1:31.654 +1.495
8 D RICCIARDO Renault 1:31.802 +1.643
9 C SAINZ JR McLaren Renault 1:31.887 +1.728
10 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:31.943 +1.784
11 N HÜLKENBERG Renault 1:32.023 +1.864
12 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:32.171 +2.012
13 A ALBON Toro Rosso Honda 1:32.178 +2.019
14 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:32.385 +2.226
15 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:32.400 +2.241
16 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:32.491 +2.332
17 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:32.540 +2.381
18 L STROLL Racing Point Mercedes 1:32.678 +2.519
19 R KUBICA Williams Mercedes 1:33.902 +3.743
20 G RUSSELL Williams Mercedes 1:39.987 +9.828
    Tempo 107% 1:36.470 +6.311

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.