F1

Bottas vê Mercedes “melhor do que nos testes” e diz que potencial das rivais ainda é desconhecido

Valtteri Bottas terminou a sexta-feira de treinos livres na Austrália com o segundo melhor tempo, sendo apenas 0s048 mais lento que Lewis Hamilton, seu companheiro de Mercedes. O finlandês se mostrou contente com o potencial do novo carro da Mercedes, mas pediu tempo para entender o nível real de Ferrari e Red Bull

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré
A sexta-feira (15) de treinos livres foi pra lá de positiva para a Mercedes. Lewis Hamilton liderou as duas sessões e fechou o dia com o melhor tempo, 1min22s600. Valtteri Bottas completou a manhã como o quinto colocado da primeira sessão, mas foi bem melhor durante a tarde e completou os trabalhos em segundo lugar no TL2, sendo apenas 0s048 mais lento que seu companheiro de equipe.
 
No total, foram 63 voltas completadas pelo finlandês ao longo do dia, o que foi cumprido sem grandes problemas. 
 
Ao término das atividades de pista desta sexta-feira no circuito Albert Park, Valtteri comentou sobre sua satisfação com o desempenho do novo Mercedes W10. 
Valtteri Bottas viu o W10 com desempenho melhor na Austrália do que na pré-temporada (Foto: Mercedes)
“É bom estar de volta a um carro de corrida, fazendo o que amamos fazer. Me diverti hoje. O carro pareceu melhor do que nos testes. Não trouxemos muitas peças novas para o carro, mas conseguimos aproveitar ao máximo o pacote que nós temos”, salientou.
 
O dono do carro #77, contudo, foi reticente ao ser questionado sobre a ordem de forças para este início de 2019 e entende que ainda não é possível mensurar o real potencial das rivais. 
 
No primeiro treino livre, por exemplo, os cinco primeiros colocados foram separados por apenas 0s267. Já na segunda sessão, Hamilton e Bottas andaram próximos, mas o terceiro colocado, Max Verstappen, da Red Bull, ficou exatos 0s8 atrás do tempo do líder da sessão.
 
“Foi um dia sólido por ser o primeiro dia no escritório, mas os tempos não são tão importantes na sexta-feira”, salientou.
 
“Não vimos o desempenho pleno de nenhuma das outras equipes”, comentou o finlandês. “Temos uma ideia do quanto podemos melhorar para a classificação, mas não temos uma ideia do quanto de performance as outras equipes ainda podem trazer. Vai ser interessante ver o que a primeira sessão competitiva vai proporcionar amanhã”, concluiu Bottas.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da Austrália, prova que abre a temporada 2019 do Mundial de F1. Siga tudo aqui.