Boullier destaca confiança da Lotus em Räikkönen: “Todos sabem que podem confiar em Kimi”

Segundo Éric Boullier, chefe da Lotus, aos poucos, ao longo de 2012, os membros da equipe foram adquirindo mais e mais confiança no potencial de Kimi Räikkönen

Durante seu processo de readaptação à F1, Kimi Räikkönen adquiriu, pouco a pouco, a confiança de todos os membros da Lotus. A afirmação é de Éric Boullier, chefe da equipe que anunciou, nesta segunda-feira (29), a renovação do contrato do finlandês pelo menos até o fim do ano que vem.

Boullier elogiou o desempenho de Räikkönen em 2012 – “estou mais do que feliz por ele ficar”, revelou – e acredita que, em 2013, com um projeto no qual ele esteve completamente envolvido, os resultados colhidos serão ainda melhores do que os que colocam o piloto na terceira posição do Mundial. Parte desse crescimento se dará por conta da confiança depositada no campeão de 2007.

Kimi Räikkönen voltou a fazer o que mais gosta no pódio na F1 (Foto: Lotus/LAT)

“O mais importante é que todos [a equipe] sabem que podem confiar em Kimi. Isso lhes devolveu a confiança e vão continuar forçando”, declarou, em entrevista à ‘Autosport’. “Se você quer obter os resultados, precisa dar a todos as ferramentas de que eles precisam. A equipe está pronta para Kimi”, garantiu.

Räikkönen, no começo do ano, enfrentou problemas com o volante de seu carro e, apesar da regularidade, demorou um pouco para indicar que ficaria o ano todo nas primeiras posições. Dentro da Lotus, porém, o pensamento não é esse. “Foi apenas uma questão de compreender o formato do fim de semana e todas as demandas da pilotagem”, minimizou Boullier, que acredita que “o ano que vem será muito melhor em termos de pontos”.

O dirigente ainda exaltou a capacidade de Räikkönen em contribuir para o crescimento do time. “Nós demos o carro e a oportunidade de desenvolvê-lo e estamos encantados que ele queira ficar conosco”, disse. “Seu senso de corrida é ótimo. O modo como ele sabe onde está na pista é incrível. Ele sabe fazer sua própria estratégia ou mudar a nossa tomando suas próprias decisões. Sabe exatamente do que precisa na corrida”, destacou.

Kimi somou 173 pontos em 10 corridas em 2012 e subiu ao pódio seis vezes, três vezes em segundo lugar e três vezes em terceiro. O piloto reforçou sua motivação para brigar por vitórias. A última na F1 aconteceu em 30 de agosto de 2009, no GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube