Brawn afirma que impediu disputa entre Hamilton e Rosberg na Malásia para evitar pane seca

O chefe da Mercedes afirmou que, embora o piloto alemão tivesse imaginado que poderia desafiar a Red Bull pela liderança, ele precisava economizar combustível para chegar ao final da prova

Chefe de equipe da Mercedes, Ross Brawn afirmou que não teve dúvidas de impedir a briga por posições entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg nas voltas finais do GP da Malásia. O dirigente explicou que como ambos os pilotos não tinham condições de avançar na prova, pois estavam economizando combustível, não fazia sentido entrarem na briga pelo terceiro lugar.

“No meu julgamento, a situação de menor risco era os pilotos segurarem as posições”, disse à revista inglesa ‘Autosport’. “Nico até poderia ter passado Lewis, mas no programa de economia de combustível não havia oportunidade para avançarem mais ou desafiar os dois carros da frente”, completou.

Ross Brawn defendeu a estratégia do GP da Malásia (Foto: Getty Images)

Brawn afirmou que embora Rosberg tenha achado que tivesse condições de lutar pela liderança caso passasse Hamilton, na verdade ele também corria o risco de sofrer uma pane seca. Por isso, o chefe da equipe disse que não podia correr o risco de abrir mão do bom resultado deste domingo.

“O terceiro e quarto lugar é um excelente resultado, e eu não estava pronto para arriscá-lo. Quando eu falei com a equipe depois disso, usei a analogia de um homem no deserto que acha um copo de água. E tudo o que queríamos era não desperdiçar uma única gota”, avaliou o inglês.

Quanto ao problema de combustível, o dirigente disse que sempre tenta colocar a menor quantidade possível para que os carros cheguem ao fim.

“O consumo de combustível de ambos os pilotos foi agressivo durante a corrida, como parte de nossos cálculos para alcançarmos o melhor tempo no geral. É sempre um equilíbrio entre o tempo perdido no início da prova, pelo tanque cheio, e o estilo de pilotagem de cada um para decidir o que faremos”, acrescentou,

Dessa forma, os problemas na Malásia vão forçar o time a analisar as contas antes do GP da China. “Conforme a corrida for evoluindo, nós precisamos reagir de acordo. Enquanto os estilos de Lewis e Nico são diferentes, eles fazem ajustes similares para chegar ao nosso objetivo de combustível. Nós sempre o avaliamos ao final de cada prova e com certeza vamos ver com cuidado o que aconteceu para tirarmos lições para o futuro”, encerrou o dirigente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube