Brawn manda críticos de Hamilton assistirem ao GP da Turquia de 2020: “Obra-prima”

Ross Brawn, diretor-esportivo da Fórmula 1, citou a corrida em Istambul, ano passado, como exemplo máximo do talento de Lewis Hamilton

Todo esportista dono de muitas glórias tem quem os odeie. Os motivos são variados, mas, usualmente, é difícil justificá-los. O caso de Lewis Hamilton é esse: mesmo heptacampeão, o maior vencedor da história da Fórmula 1 ao lado de Michael Schumacher, há quem insista em tentar diminuí-lo.

Mas há, também, os que compram a briga e defendem o britânico: Ross Brawn, atualmente diretor-esportivo da F1, é um deles. E mostrou isso em entrevista ao site Race Fans.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Lewis Hamilton e Ross Brawn (Foto: F1)

Ao ser questionado sobre quem não gosta de Hamilton, Brawn citou uma prova de 2020 em específico para mostrar que estes estão errados: o GP da Turquia, no qual o piloto da Mercedes largou apenas em sexto, encarou uma pista sem aderência, molhada, conseguiu vencer e ainda conquistou o título mundial.

“Lewis teve uma pilotagem brilhante nesta corrida. Se alguém tem questões como ‘ele tem o melhor carro, ele tem a obrigação de vencer’, deve assistir o GP da Turquia. Foi uma obra-prima”, comentou Brawn.

Ele também lembrou que os problemas com o asfalto em Istambul foram bastante comentados por todos os pilotos: “Recebemos muitas críticas sobre a aderência, sobre as condições. E tivemos uma das melhores corridas do ano.”

Além do hepta alcançado na Turquia, Hamilton também alcançou naquele dia a vitória de número 94. Com o triunfo no Bahrein, no GP seguinte, foi a 95, o recorde na história da F1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube