F1

Brawn mostra satisfação com trabalho na F1, mas diz: “Estou impaciente para que mais coisas aconteçam”

Ross Brawn assumiu a importante missão de ajudar a Liberty Media na reformulação das regras da F1 para 2021. E apesar de estar satisfeito com a direção que o trabalho tem tomado, ainda gostaria de ver um ritmo maior nas mudanças
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Ross Brawn está impaciente para ver mais mudanças na F1. Diretor-esportivo da categoria, já deixou claro que apesar de estar satisfeito com a direção tomada com o trabalho feito, gostaria de ver um ritmo mais acelerado.
 
O dirigente foi convocado pela Liberty Media, proprietários da Fórmula 1, para comandar a grande reformulação das regras que vai acontecer em 2021. Entre as alterações, estão corridas mais emocionantes e competitivas, além de gastos mais nivelados.
 
Entretanto, Brawn afirmou que esperava poder ter um maior progresso nas mudanças, apesar de se sentir satisfeito em fazer tudo com calma e com apoio das equipes. “Estou satisfeito com a direção, mas não com o ritmo”, explicou ao Motorsport.
Ross Brawn (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“Tem sido um grande desafio mudar as coisas, mas sei o que está acontecendo e posso ver o que acontece e sei que caso não tivéssemos começado esse processo, certamente não teríamos chegado onde estamos hoje”, continuou.
 
“Claro, estou impaciente para que mais coisas aconteçam. Mas é necessário manter as equipes envolvidas, para achar soluções com elas, trabalhar com a FIA e achar soluções. Então acho que estamos na direção certa”, completou.
 
“Acredito que é a primeira vez que a Fórmula 1 assumiu essa abordagem e está olhando em como melhoramos o esporte em tantas áreas. Estamos apenas há dois anos nesta jornada, mas estou otimista de que veremos nos próximos anos os benefícios do trabalho que estamos fazendo”, pontuou.
 
Antes altamente envolvido no trabalho com equipes, como Benetton, Ferrari e Brawn, o papel que desempenha ao lado da Liberty Media é bastante diferente do que estava acostumado, mas Ross insistiu em dizer que está aproveitando.
 
“É uma dinâmica diferente. Em uma equipe, tem os altos e baixos das corridas e caso tem sorte de vencer uma prova, é uma grande emoção. Mas se você perde, pode ser bastante triste. Então não é a mesma coisa, mas temos nossa própria corrida”, afirmou.
 
“Nossa corrida é melhorar os carros, melhorar o esporte, então é mais um ritmo gradual. Mas sim, estou aproveitando isso, estou gostando de ser parte do time e aproveitando a mudança na F1 que está acontecendo agora”, encerrou.