Button admite que “gostava de soltar a franga”, mas diz: “É mais seguro com portas fechadas”

Jenson Button reconheceu seu passado festeiro, mas disse que aprendeu que deveria mudar sua postura para conquistar bons resultados na F1

Jenson Button reconheceu que cometeu erros no passado que o impediram de acumular bons resultados na F1. O campeão de 2009 admitiu em entrevista ao diário britânico ‘Daily Mail’ que se deixou levar por sua própria fama e demorou a entender que o trabalho de um piloto envolve muito mais coisas do que apenas guiar o carro.

“Admito que cometi erros. Me deixei levar”, reconheceu. “Tive de aprender que tinham muito mais coisas do que apenas pilotar um carro. Eu precisava entender sobre preparação física e nutrição”, comentou.
 

Button reconheceu que teve de mudar postura para obter bons resultados na F1 (Foto: McLaren)


“Tive de aprender sobre o lado psicológico do esporte. Tive de entender a engenharia das coisas para que eu pudesse conversar com os mecânicos quando tivesse problemas com o meu carro”, continuou. “Levou um tempo para eu perceber que eu tinha de ser um bom conhecedor dessas coisas, do contrário, eu sempre teria resultados ruins.”

O companheiro de Lewis Hamilton reconheceu seu passado festeiro, mas negou que tenha perdido o controle. Button, no entanto, admitiu que é mais seguro se divertir a portas fechadas.

“Quanto a ser um playboy, eu era um cara novo que gostava de soltar a franga”, falou. “Eu me diverti muito nessa época, mas eu não diria que as coisas chegaram a sair do controle. Eu ainda gosto de me divertir, mas é mais seguro fazer isso com as portas fechadas”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube