Button admite superioridade da Red Bull e diz: “Precisamos torcer para que esta corrida seja exceção”

Jenson Button reconheceu a superioridade da Red Bull no GP do Japão e afirmou que McLaren precisa torcer para que desempenho dos rubro-taurinos em Suzuka seja uma exceção. Ainda, britânico destacou habilidade de Kamui Kobayashi para controlar desgaste do seu último conjunto de pneus

 

► Veja as melhores imagens do GP do Japão de F1
► Vettel supera Piquet, iguala Fangio e entra para rol dos dez maiores vencedores da história da F1

Jenson Button conquistou neste domingo (7) a quarta colocação no GP do Japão de F1. O britânico conseguiu se aproximar de Kamui Kobayashi, mas não teve como passar o nipônico, que conquistou seu primeiro pódio na F1 no circuito de Suzuka.

 
Após a corrida, Jenson reconheceu e superioridade da Red Bull, que venceu a prova japonesa com Sebastian Vettel. O britânico ponderou que o ritmo da McLaren era mais parecido com Sauber e Ferrari, mas avaliou que o time vermelho era um pouco mais veloz. 
Button destacou habilidade de Kobayashi para controlar desgaste do último conjunto de pneus (Foto: McLaren)
“A Red Bull estava muito forte e nós não estávamos no ritmo deles hoje”, reconheceu Button. “Estávamos muito similares com as Sauber e as Ferrari. A Ferrari estava provavelmente um pouquinho mais rápida. Vamos ver o que acontece quando chegarmos a Coreia”, continuou. 
 
Button admitiu a surpresa com o ritmo exibido pelo time dos energéticos, mas lembrou que a Red Bull sempre mostra uma boa forma no traçado nipônico. 
 
“Acho que eles estavam um pouco mais rápidos do que nós pensávamos, mas eles sempre são rápidos aqui”, lembrou, “Ano passado, eu diria que eles não foram tão rápidos como o normal, e esta é a razão pela qual pudemos lutar pela vitória. Mas este é, por alguma razão, sempre um bom circuito para a Red Bull.”
 
“Precisamos torcer para que esta corrida seja uma exceção para eles, mas eu ficaria surpreso”, falou o britânico. “Eles estão indo muito bem e estão fazendo um bom trabalho. Colocar os dois carros na primeira fila provou isso”, defendeu.
 
O companheiro de Lewis Hamilton também falou sobre a atuação de Kobayashi. Button afirmou que o piloto da Sauber soube controlar muito bem o desgaste de seu último conjunto de pneus e reconheceu que não conseguiu passar o rival apesar da proximidade entre eles. 
 
“Acho que ele realmente controlou aquele conjunto de pneus muito bem”, opinou. “O segundo conjunto, ele não conseguiu e os destruiu após apenas algumas voltas, e foi por isso que eu consegui me aproximar”, continuou. 
 
“Me aproximei algumas vezes, mas o problema é que a única forma que eu poderia usar o DRS era freando muito tarde na chicane e todas as vezes que eu tentava, eu travava e saia da trajetória”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube